» » » Quatro mil metros de cabos de rede elétrica furtados em três meses na capital

Nos últimos 90 dias, foram registrados pela Diretoria de Serviços de Iluminação Pública (DSIP), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) de Salvador, o furto de 4 mil metros de cabos de rede elétrica com espessura de 35 mm. Neste período, a maior incidência de furtos foi em grandes avenidas da capital baiana, a exemplo da Avenida Tamburugy (Patarames); Luís Viana (Paralela), nos trechos da Estação Mussurunga, Curralinho e Alphaville; Mário Leal Ferreira (Bonocô); Vasco da Gama; Ogunjá, na região da Praça da Bíblia Sagrada; Avenida Centenário (Barra), na altura do Calabar e próximo ao Viaduto do Canela; Via Expressa Baía de Todos-os-Santos; e Avenida Orlando Gomes (Piatã).
A maior parte desses furtos ocorre à noite, com o auxílio de armas brancas e até mesmo pedras. Após a ação, os vândalos recolhem os cabos para descascar ou queimá-los. Depois, o material é vendido em ferros velhos pelo valor de R$10 por quilo de cobre extraído. Esse procedimento atrapalha a visibilidade do tráfego, deixa cidadãos vulneráveis expostos a marginais. Após a identificação do material furtado, a Prefeitura realiza Boletim de Ocorrência nas delegacias responsáveis por cada região.
A substituição dos materiais roubados no período citado anteriormente resultou em um prejuízo de pouco mais de R$80 mil aos cofres municipais. De acordo com o chefe do Setor de Manutenção e Fiscalização da DSIP, Jucimar Portela, anualmente a Prefeitura tem um gasto extra estimado em R$500 mil apenas para a restituição de materiais elétricos furtados em toda a cidade. Para denunciar o furto de materiais elétricos, o cidadão pode entrar em contato com a Prefeitura através do 156 ou site do Fala Salvador.

About Conexão Cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply