» » » Defensoria diz que shopping ‘violou gravemente’ direitos de criança

Redação
Foto:Reprodução
"Um estabelecimento aberto ao público não pode discriminar as pessoas que nele circulam", afirmou a DPE, por meio de nota.

A Defensoria Pública do Estado da Bahia disse repudiar a atuação do Shopping da Bahia e acusou o estabelecimento de violar “gravemente os mais básicos direitos de uma criança”, ao comentar o episódio que viralizou nas redes sociais.
Um segurança do centro comercial tentou impedir um menino de fazer uma refeição paga por um cliente na praça de alimentação.
“O caso evidencia flagrante violação a diversos direitos do infante, uma vez que o expôs a situação vexatória e humilhante, diante de um público imenso, sem nenhuma justificativa plausível. Cumpre salientar que um estabelecimento aberto ao público não pode discriminar as pessoas que nele circulam, devendo tratar a todos com dignidade e respeito, especialmente sendo uma criança, a quem a Constituição Federal Brasileira ordenou prioridade absoluta na proteção e garantia dos seus direitos”, afirmou a DPE, por meio de nota.
O órgão também ofereceu apoio jurídico “a todos os clientes que se solidarizaram com a situação da criança”.
O Shopping da Bahia informou mais cedo que a “postura adotada” pelo segurança “não condiz com o treinamento recebido pelos funcionários”.

About Conexão Cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply