» » » Museu em Pernambuco guarda quadro raro avaliado em R$ 3 milhões

 Redação
A obra, que ainda não havia sido identificada, é do famoso pintor Chang Dai-chen (1899-1983), conhecido como o “Picasso da China”.
Foto: Reprodução/Twitter
Uma obra rara do acervo do Museu de Arte Contemporânea (MAC) de Pernambuco foi finalmente identificada. O quadro “Paisagem Suíça”, do pintor chinês Chang Dai-chen, famoso no século XX, foi doado pelo artista ao MASP e repassado ao MAC para compor a coleção inicial e é avaliado em R$ 3 milhões.
Desde 2017, Chang Dai-chen ocupa o terceiro lugar entre os artistas mais bem sucedidos em leilões, atrás de Andy Warhol e Pablo Picasso. Conhecido no Ocidente como o “Picasso da China”,Chang se exilou no Brasil na década de 50. “Paisagem Suíça” provavelmente foi pintado em fevereiro de 1966, quando o pintor vivia em um sítio em Mogi das Cruzes, batizado de Jardim das Oito Virtudes.
A exibição do quadro, no entanto, ainda não tem previsão. O museu sofre com a falta de recursos e está parcialmente fechado. A obra só poderá ser exposta depois de melhorias feitas na estrutura do prédio, construído no século 18.
“A situação física de todo o museu é lamentável, em consequência da absoluta falta de interesse, de compreensão e de sensibilidade de gestões estaduais, seguidamente”, lamenta Célia Labanca, diretora do MAC.

About Conexão Cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply