» » » De saída da Câmara, Lúcio Vieira Lima falta a mais de um terço das sessões em 2018

Deputado baiano deixou de comparecer a 24 sessões deliberativas, no ano em que se tornou réu no STF pelo caso do "bunker" de R$ 51 milhões.
Foto: Lúcio Bernardo Junior/ Câmara dos Deputados
O deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB), réu no Supremo Tribunal Federal (STF) no caso do bunker com R$ 51 milhões, é o parlamentar baiano que se despede da Câmara dos Deputados neste ano com maior número de ausências no plenário sem justificativa. Ele deixou de comparecer a 24 entre 71 sessões deliberativas em 2018. O número corresponde a mais de um terço: 33,8%.
O parlamentar foi um dos oito deputados federais baianos que tentaram mas não conseguiram garantir a continuidade da cadeira na Câmara: Tia Eron (PRB) , Paulo Magalhães (PSD), José Carlos Araújo (PR), José Carlos Aleluia (DEM), Erivelton Santana (Patriota), Benito Gama (PTB) e Imbassahy (PSDB).
Além deles, também deixam a Câmara Irmão Lázaro (PSC) e Jutahy Magalhães Jr (PSDB), que não conseguiram se reeleger ao Senado; e João Gualberto (PSDB), que não tentou a reeleição. Roberto Britto (PP) tentou se candidatar à Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (Alba), mas não obteve êxito. Depois de Lúcio, João Gualberto aparece como segundo mais faltoso (12,7%), seguido por Erivelton Santana (9,9%) e Tia Eron (8,2%). O deputado que registrou menos faltas foi Jutahy Jr., com presença em 97,2% das sessões.
Lúcio Vieira Lima está “sumido” da Casa depois de não conseguir vingar a “onda do L”, jargão que usou durante a campanha eleitoral deste ano. Nos últimos seis dias de sessões na Câmara, desde o último dia 12 até a quarta-feira (28), ele acumula ausências seguidas.
A última presença nas sessões em Brasília foi nos dias 7 e 8, quando aproveitou a ida à capital federal para participar de reunião da executiva do MDB. Apesar das faltas na Casa, ele permanece ativo nas redes sociais, com publicações quase diárias.

About Conexão Cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply