» » » Presa por envolvimento na morte de mãe em Vila Canária diz estar “arrependida”

Crédito da Foto: Divulgação/ SSP
Vanilza Coutinho de Souza de Oliveira, de 49 anos, foi presa na noite de sexta-feira (9/11) acusada de envolvimento na morte da mãe, Zenilda Coutinho de Souza, de 78 anos, na noite de quinta-feira (8/11) no bairro de Vila Canária, em Salvador.
Vanilza foi presa horas depois do seu companheiro, Sidinei Santos Coutinho, de 25 anos, apontado pela Polícia como o autor dos golpes de faca que mataram Zenilda. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), Vanilza foi encontrada por policiais da 2ª Delegacia de Homicídios (DH/Central), na praia do Canta Galo, no subúrbio ferroviário de Salvador.
Segundo o coordenador da 2a (DH / Central), delegado Guilherme Machado, durante o depoimento, Vanilza Coutinho afirmou que sugestionava a morte da mãe. “Ela afirma ter dado a ideia sim, a Sidinei de matar a sua mãe, e que chegou a sugerir que todo mundo ficaria livre, se um motociclista matasse a idosa em uma suposta saidinha bancária”, explica.
Apesar de confessar ter sugerido a morte da idosa, Vanilza declarou que se arrependeu. “Ela afirma que está arrependida sobre todas as vezes que sugeriu que Sidinei assassinasse Zenilda e argumenta que agiu assim em momentos de raiva. Ela também nega que tenha planejado o crime”, disse Guilherme Machado.
Sobre os itens roubados da idosa, Vanilza disse que viu Sidinei comprar um relógio com o dinheiro obtido com empréstimo contratado via cartão bancário da vítima, mas não sabia ainda que a idosa estava morta. Zenilda foi autuada em flagrante por homicídio e está presa à disposição da Justiça.



About Conexão Cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply