» » » » HOSPITAL DIZ QUE EXAMES DE BOLSONARO APONTAM PNEUMONIA

Novo boletim médico divulgado na tarde desta quinta-feira, 7, pelo hospital Albert Einstein mostra uma deterioração do quadro clínico do presidente Jair Bolsonaro; segundo o documento, Bolsonaro teve febre durante a noite e os exames mostraram "imagem compatível com pneumonia"; ele foi submetido a tomografia. Com isso, está tomando novos antibióticos .


A alta do presidente Jair Bolsonaro, que estava prevista para esta quarta-feira e ontem foi adiada para a próxima segunda-feira, dia 11, agora não tem mais data fixa; de acordo com boletim do Hospital Albert Einstein, divulgado hoje, novos exames serão feitos antes de qualquer definição. Na noite de domingo, o presidente teve elevação de temperatura (37,3ºC) e alteração de alguns exames laboratoriais, basicamente um aumento de leucócitos, o que levou ao início de um tratamento com antibióticos e adiamento da alta hospitalar para não antes da próxima segunda-feira. Abaixo, reportagem da Reuters:
SÃO PAULO (Reuters) - O estado de saúde do presidente Jair Bolsonaro melhorou nas últimas 24 horas, segundo boletim desta terça-feira do hospital Albert Einstein, onde ele está internado, mas a equipe médica ainda não definiu a data da alta do presidente, disse o porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros.
"Bolsonaro permanece internado na unidade semi-intensiva", diz o boletim médico. "Houve melhora do seu estado de saúde nas últimas 24 horas, evoluindo sem dor, afebril e com redução da coleção líquida no abdome."
Segundo o boletim, o presidente "apresentou aumento da movimentação intestinal, o que possibilitou o início de ingestão de líquidos por via oral em associação à nutrição parenteral".
"Os exames laboratoriais apresentam melhora. O paciente segue com antibióticos e dreno no abdome", acrescenta o boletim.
Na noite de domingo, o presidente teve elevação de temperatura (37,3ºC) e alteração de alguns exames laboratoriais, basicamente um aumento de leucócitos, o que levou ao início de um tratamento com antibióticos e adiamento da alta hospitalar para não antes da próxima segunda-feira, informou o porta-voz.
- Novo boletim médico divulgado na tarde desta quinta-feira, 7, pelo hospital Albert Einstein mostra uma deterioração do quadro clínico do presidente Jair Bolsonaro. 
Segundo o documento, Bolsonaro teve febre durante a noite e os exames mostraram "imagem compatível com pneumonia". Ele foi submetido a tomografia. Com isso, está tomando novos antibióticos.
Ainda segundo o boletim, "foi realizado um ajuste na antibióticoterapia e mantidos os demais tratamentos. Continua sem dor, com sonda nasogástrica, dreno no abdome e recebendo líquidos por via oral em associação à nutrição parenteral". Bolsonaro realizou exercícios respiratórios e caminhou no corredor. "Por ordem médica, as visitas permanecem restritas".
Segundo o porta-voz Otávio do Rêgo Barros, "o estado de saúde do presidente é o esperado dentro desse pico térmico que ele acometeu na noite de ontem. Por precaução os médicos fizeram exame de imagem, incluso tomografia por contraste. O pulmão tinha uma imagem que era compatível com pneumonia".
Na noite de domingo, o presidente teve elevação de temperatura (37,3ºC) e alteração de alguns exames laboratoriais, basicamente um aumento de leucócitos, o que levou ao início de um tratamento com antibióticos e ao adiamento da alta hospitalar, que segue sem data definida.
Leia, abaixo, o boletim médico na íntegra:
Assista ao pronunciamento do porta-voz Otávio do Rêgo Barros:

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply