» » » Família morta em Monte Gordo foi expulsa de Itapuã; “milícia” pode estar envolvida no crime

O caso está sendo investigado pela 33ª Delegacia Territorial (DT) de Monte Gordo.
A família executada dentro de uma residência em Monte Gordo, nesta sexta-feira (12/07), foi expulsa do bairro de Itapuã, em Salvador, onde moravam. Segundo informações , o caso aconteceu há alguns anos, após o filho de um policial civil ser esquartejado e morto.
O autor do crime bárbaro teria sido um parente das vítimas de hoje, conhecido como “Toninho”, que chegou a ser preso no Paraguai por roubo de carga. Além disso, ele era parceiro do marginal conhecido como Lacraia, que é o chefe do tráfico da localidade do Km 17.
Triplo homicídio em Monte Gordo
As três pessoas, incluindo uma criança de apenas 5 anos, foram assassinadas a tiros, por volta das 14h30, em uma residência, na Rua Caraíba, em Barra de Jacuípe, que fica no distrito de Monte Gordo, na cidade de Camaçari.
As vítimas são Renilda Arcanjo de Jesus Santos, 63 anos; Arielson Santos, 34; e o garoto identificado pelas iniciais A. da S.L, que era neto da idosa e sobrinho do homem. Arielson, inclusive, trabalhava como professor de capoeira em Arembepe.


Professor de capoeira morto em Monte Gordo

Os adultos foram encontrados amarrados em cima do sofá da casa, enquanto o menino estava deitado no chão. Os três receberam vários tiros efetuados por bandidos encapuzados, que invadiram a casa. Um morador do Bairro da Paz relatou ao IB sob a condição de anonimato que os assassinos “fazem parte de uma milícia” com atuação em bairros na região da Orla da capital baiana. A Polícia Civil investiga o caso.IB

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply