» » » Programa Mais Agricultura é lançado em Camaçari

Com o auditório da Casa do Trabalho repleto de agricultores de diversas regiões do município, o prefeito Elinaldo Araújo lançou nesta terça-feira (30/7) o Programa Municipal de Aquisição de Alimentos Direto da Agricultura Familiar – o Mais Agricultura. Inédita no Estado, a Lei 1.569/2018, que institui o programa, prevê a compra, com recursos próprios, da produção da agricultura familiar direto do produtor rural, que serão distribuídos a entidades socioassistenciais públicas e privadas. A medida, ao mesmo tempo em que incentiva a produção agrícola, fortalece as ações desenvolvidas por instituições beneficentes de Camaçari.

Em seu pronunciamento, o gestor municipal fez questão de ressaltar que a evolução da agricultura familiar está vinculada ao cenário do produtor rural ter a oportunidade de expandir e escoar a produtividade, ter a aproximação aos canais de comercialização e a financiamentos que auxiliem na permissão de investimentos na propriedade. “Desta forma, ter uma agricultura familiar forte é sinal de comida na mesa, geração de emprego e renda, paz no campo e bom funcionamento da economia. A criação desse programa é mais um esforço da administração municipal para tornar os produtores rurais independentes do poder público”, declarou. Durante o lançamento do programa, o prefeito Elinaldo foi presenteado com produtos da agricultura familiar oriundos da cidade de Irecê.

Gerido pela Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pesca (Sedap), o Mais Agricultura será o programa carro-chefe da pasta em Camaçari. Até 2017, o município operou com o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), do Governo Federal, que tinha o mesmo objetivo do recém-criado, que era de contribuir para o enfrentamento da fome e da pobreza e possibilitar o escoamento da produção da agricultura familiar, fortalecendo a atividade.

Mais de 30 entidades socioassistenciais serão beneficiadas pela distribuição dos alimentos. Entre elas: creches, abrigos e os centros de Referência de Assistência Social (Cras) e de Atenção Psicossocial (Caps), que cuidam de um público variado, como crianças, idosos, pessoas com deficiência e famílias em situação de vulnerabilidade social.
No primeiro momento, serão adquiridos mais de 50 produtos, entre frutas, hortaliças, raízes e outros itens que complementarão a alimentação do público beneficiado pela ação. Os alimentos serão comprados pela Sedap e entregues ao Banco de Alimentos, órgão vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes), pasta responsável pela distribuição.

A expectativa é de que duas mil famílias sejam beneficiadas. O investimento deve ultrapassar R$ 1 milhão anualmente. Recurso que trará renda para quem vive da agricultura familiar, além de beneficiar pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social no município.
De acordo com o titular da Sedap, Antonio Falcão, com o corte de recursos por parte da União, a administração municipal trabalhou na elaboração de uma política pública para que os agricultores não ficassem prejudicados por mais tempo. “A ideia é trazer renda para quem verdadeiramente produz, além de incentivar a produção agrícola e a distribuição de alimentos”, ressaltou o secretário. 

Na oportunidade, a agricultora da comunidade Santa Rita, Luciana Pinto, falou em nome dos agricultores presentes e agradeceu o olhar sensível e o esforço da gestão municipal em criar um programa que visa suprir o PAA, além de fortalecer e fomentar a atividade.

Após a cerimônia de lançamento, os agricultores presentes assistiram a palestra “Experiências bem-sucedidas dos jovens do semiárido baiano”, proferida pela agricultora Paula Silva. Em seguida, participaram da apresentação das ações da Sedap.

Estiveram presentes do ato de lançamento do programa, autoridades municipais dos poderes Executivo e Legislativo.

Foto: Tiago Pacheco

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply