» » » Valor da Cesta Básica cai em 7 das 8 capitais analisadas em 2023

Apenas Rio de Janeiro apresenta alta no ano e o arroz apresenta aumento de preço pelo quarto mês consecutivo;

 

O valor médio da cesta de consumo básica de alimentos de dezembro/23 subiu em relação ao mês anterior em sete das oito capitais analisadas mensalmente pela plataforma Cesta de Consumo HORUS & FGV IBRE. O aumento no valor foi de 0,1% a 6,4% e na capital onde houve queda, foi de -2,0%. O resultado continua com tendência de alta, que pode estar relacionada ao aumento no preço pelos produtores e pelo aumento característico em épocas festivas.


As cidades que registraram as maiores altas foram Curitiba e Fortaleza 6,4% e 4,8%, respectivamente. Já São Paulo foi a cidade em que houve redução no preço médio, de -2,0%.

cesta mais cara continua a ser a do Rio de Janeiro (R$ 946,00), seguida pelas de São Paulo (R$ 797,66) e Fortaleza (R$ 729,01). Por outro lado, as capitais Belo Horizonte (R$ 626,29), Manaus (R$ 669,79) e Salvador (R$ 692,99) registraram os menores valores.

 

Tabela 1 – Valores da Cesta de Consumo básica por capital em dezembro/23

Cesta Básica

Capital

Valor Médio Nov/23

Valor Médio Dez/23

Variação

Curitiba

668,68

711,51

6,4%

Fortaleza

695,91

729,01

4,8%

Brasília

686,46

715,50

4,2%

Rio de Janeiro

921,37

946,00

2,7%

Belo Horizonte

611,45

626,29

2,4%

Salvador

690,16

692,99

0,4%

Manaus

669,29

669,79

0,1%

São Paulo

813,87

797,66

-2,0%

 

Dos 18 produtos da cesta básica, apenas arroz registrou aumento no preço em todas as regiões, pelo quarto mês consecutivo, enquanto vários outros produtos subiram em quase todas as capitais.

 

Tabela 2 – Produtos com maiores aumentos de preços médios da cesta de consumo básica nas capitais em dezembro/23

Var (%) no mês

Capital

Arroz

Legumes

Feijão

Óleo

Frutas

Belo Horizonte

0,5%

9,9%

7,5%

1,9%

29,4%

Brasília

3,3%

8,2%

6,5%

2,9%

37,5%

Curitiba

3,1%

9,3%

2,4%

-0,4%

0,3%

Fortaleza

4,4%

11,0%

0,9%

0,7%

-2,0%

Manaus

2,5%

1,8%

-1,8%

0,5%

-4,5%

Rio de Janeiro

2,9%

10,2%

4,6%

3,6%

7,2%

Salvador

2,0%

-0,4%

6,3%

-0,8%

11,8%

São Paulo

0,8%

3,2%

2,5%

1,3%

3,8%

 

Var (%) no mês

Capital

Suíno

Frango

Ovos

Pão

Bovino

Belo Horizonte

11,3%

0,2%

1,6%

-1,0%

-1,6%

Brasília

3,0%

1,8%

1,3%

4,9%

14,4%

Curitiba

2,6%

3,4%

3,8%

-17,4%

-2,9%

Fortaleza

1,1%

-0,5%

-2,5%

11,2%

20,8%

Manaus

2,1%

0,6%

-3,0%

-0,2%

-2,1%

Rio de Janeiro

-5,4%

-0,8%

2,0%

0,3%

4,1%

Salvador

-1,7%

0,8%

-0,7%

-14,4%

-1,2%

São Paulo

-6,1%

-5,0%

-2,5%

1,8%

7,1%

 

O arroz vem apresentando tendência de alta, por mais de quatro meses consecutivos, em virtude da oferta escassa no mundo e de fatores climáticos no Brasil, como as ondas de calor e chuvas intensas fora de época, provenientes do El Niño, que afetaram a produtividade das safras. Além disso, as inconstâncias do clima também prejudicaram as áreas de pastos usadas para alimentação animal, interferindo na qualidade de vida do gado e reduzindo a oferta de proteínas no varejo, o que resulta em aumento de preços para o consumidor.

Apesar da tendência geral de aumento de preços, a manteiga apresenta queda em todas as capitais e outros produtos tiveram queda em quase todos as capitais, como os listados abaixo.

Tabela 3 – Produtos com maiores quedas de preços médios da cesta de consumo básica na maioria das capitais em dezembro/23

Var (%) no mês

Capital

 Manteiga

Margarina

Fubá e Farinhas de Milho

Açúcar

Leite UHT

Belo Horizonte

-2,3%

-5,6%

-7,2%

-1,5%

-1,1%

Brasília

-0,9%

-1,5%

2,3%

2,0%

1,2%

Curitiba

-0,4%

-0,4%

0,8%

0,4%

-0,2%

Fortaleza

-1,3%

0,4%

-2,9%

-4,1%

0,3%

Manaus

-3,1%

-3,4%

-8,2%

-6,7%

-0,9%

Rio de Janeiro

-3,0%

-4,5%

-1,4%

-0,8%

-1,0%

Salvador

-3,3%

-4,5%

-5,8%

-0,9%

-1,2%

São Paulo

-3,9%

-5,3%

-3,2%

-0,4%

-0,8%

 

A variação acumulada no valor da cesta básica, no ano de 2023, caiu em sete das oito capitais, com quedas que variam de -1,9% a -6,2% e na capital que teve aumento, o Rio de Janeiro, a alta foi de 8,2%.

Tabela 4 – Variação da cesta de consumo básica no ano de 2023

Cesta Básica

Valor Médio (R$)

 

 

Capital

Jan23

Dez23

 

Variação

Belo Horizonte

 669,20

 626,29

-6,4%

São Paulo

 850,68

 797,66

-6,2%

Fortaleza

 773,27

 729,01

-5,7%

Brasília

 754,63

 715,50

-5,2%

Salvador

 722,63

 692,99

-4,1%

Curitiba

 731,32

 711,51

-2,7%

Manaus

 682,64

 669,79

-1,9%

Rio de Janeiro

 874,53

 946,00

8,2%

     

 

Os alimentos que mais subiram de preço nos últimos 12 meses, em praticamente todas as capitais, estão apresentados nas tabelas a seguir, com destaque para arroz e ovos, que possuem grande importância na alimentação do brasileiro.

Tabela 5– Alimentos que mais subiram de preço no ano de 2023.

Var (%) no ano

Capital

Frutas

Arroz

Ovos

Legumes

Farinha de Mandioca

Belo Horizonte

28,9%

11,3%

8,4%

15,1%

-8,9%

Brasília

35,2%

17,1%

5,9%

6,3%

7,0%

Curitiba

18,7%

16,3%

17,7%

5,8%

11,3%

Fortaleza

17,5%

15,4%

10,6%

43,2%

-1,1%

Manaus

13,8%

15,6%

4,5%

-7,1%

17,2%

Rio de Janeiro

9,7%

21,4%

7,4%

-3,6%

12,1%

Salvador

31,5%

16,3%

9,1%

-5,1%

7,9%

São Paulo

-1,5%

14,4%

8,0%

5,2%

4,4%

 

Por outro lado, foram registradas quedas importantes no preço de alguns alimentos da cesta básica no ano de 2023, com destaque para o óleo de soja.

Tabela 6 – Alimentos que mais caíram de preço no ano de 2023.

Var (%) no ano

Capital

Óleo

Carne Suína

Margarina

Frango

Fubá e farinhas de milho

Belo Horizonte

-26,9%

-3,4%

-8,4%

-5,4%

-13,5%

Brasília

-23,0%

-14,1%

-3,8%

-1,0%

-13,2%

Curitiba

-23,2%

39,9%

0,9%

-0,7%

0,5%

Fortaleza

-15,7%

-12,5%

-0,5%

-3,0%

0,1%

Manaus

-22,8%

-6,5%

-2,4%

-6,0%

-12,0%

Rio de Janeiro

-15,0%

-11,1%

-0,4%

2,8%

8,6%

Salvador

-16,8%

-9,0%

-0,9%

0,3%

2,4%

São Paulo

-18,5%

-22,6%

-5,5%

-7,3%

1,9%

 

Quando se considera a cesta de consumo ampliada, que inclui bebidas e produtos de higiene e limpeza, além de alimentos, houve queda no valor médio em cinco das oito capitais analisadas. As quedas variam entre -1,1% e -4,1%. As capitais que apresentaram os valores mais altos continuam a ser do Rio de Janeiro (R$ 2.104,62) e São Paulo (R$ 1.830,01).

Manaus e Belo Horizonte tiveram os menores valores da cesta ampliada, com R$ 1.457,72 e          R$ 1.626,66 respectivamente.

A cesta de consumo ampliada, diferentemente da cesta básica, apresentou tendência de queda no preço médio, sugerindo que o movimento de aumento dos preços afetou mais diretamente os itens da cesta básica.

Tabela 7 – Valores da cesta de consumo ampliada por capital em dezembro/23

Cesta Ampliada

Capital

Valor Médio Nov/23

Valor Médio Dez/23

Variação

Curitiba

1636,04

1681,13

2,8%

Brasília

1735,79

1767,35

1,8%

Fortaleza

1635,50

1664,03

1,7%

Rio de Janeiro

2127,37

2104,62

-1,1%

Salvador

1664,84

1631,22

-2,0%

Manaus

1492,94

1457,72

-2,4%

Belo Horizonte

1673,42

1626,66

-2,8%

São Paulo

1908,86

1830,01

-4,1%

 

Dos 33 produtos da cesta ampliada, leite condensado, vinho, shampoo e detergente apresentaram queda em todas as capitais. Outros produtos também registraram redução de preço em quase todas as capitais.

 

Tabela 8 – Produtos com maiores reduções de preços médios na cesta ampliada em dezembro/23

Var (%) no mês

Capital

Detergente

Leite Condensado

Shampoo

Vinho

Leite em Pó

Belo Horizonte

-2,2%

-6,2%

-3,7%

-2,5%

-6,6%

Brasília

-1,8%

-1,1%

-1,2%

-0,5%

-0,4%

Curitiba

-0,8%

-0,9%

-1,4%

-1,2%

-2,1%

Fortaleza

-1,0%

-3,3%

-0,5%

-2,8%

-1,5%

Manaus

-3,9%

-9,0%

-3,1%

-2,3%

-3,9%

Rio de Janeiro

-0,1%

-3,6%

-2,2%

-3,1%

-3,7%

Salvador

-2,6%

-6,3%

-3,6%

-5,4%

-4,7%

São Paulo

-5,7%

-5,9%

-3,1%

-3,2%

-3,1%

Var (%) no mês

Capital

Linguiça

Enlatados e Conservas

Cerveja

Sabonete

Creme Dental

Belo Horizonte

-1,1%

-0,4%

-2,0%

-3,6%

-3,7%

Brasília

-2,0%

0,1%

0,2%

0,4%

0,3%

Curitiba

-1,4%

-0,6%

-1,0%

-1,1%

-1,4%

Fortaleza

-1,7%

-1,7%

-1,6%

-1,1%

-1,1%

Manaus

-6,4%

-6,5%

-3,0%

-5,5%

-4,3%

Rio de Janeiro

-0,6%

-3,5%

-0,7%

-2,6%

-1,4%

Salvador

2,0%

-3,6%

-0,1%

-1,9%

-3,7%

São Paulo

-5,4%

-4,8%

-2,6%

-4,5%

-3,1%

 

O aumento no valor da cesta básica na maioria das capitais em dezembro é reflexo da alta nos preços de produtos importantes presentes em diversas refeições na mesa dos brasileiros, como arroz, feijão e legumes, afetando, especialmente, os consumidores de mais baixa renda, que gastam a maior parte de seu orçamento doméstico com alimentação.

«
Anterior
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga