» » » Governo tailandês garante ter plano de resgate para momento crítico

A corrida contra o tempo pode motivar medidas extremas no resgate do time de adolescentes preso em uma caverna na Tailândia. Novas chuvas se aproximam, o que pode piorar a inundação nos túneis que levam ao local onde os doze meninos e seu treinador estão. Ao mesmo tempo, o nível de oxigênio caiu para 15% — índices saudáveis ficam acima de 21% — e o dióxido de carbono aumentou. “Se o oxigênio cair abaixo de 12%, pode afetar o cérebro. Eles podem entrar em choque”, afirmou Narongsak Osatanakorn, governador de Chiang Rai, em coletiva neste sábado.
Equipes de resgate auxiliam no resgate dos 12 jovens jogadores de futebol e seu treinador, presos dentro de uma caverna inundada no complexo de Tham Luang, província de Chiang Rai, na Tailândia - 07/07/2018
Osatanakorn ainda garante que o plano mais seguro é continuar bombeando água, para diminuir os pontos inundados, fazendo com que os jovens possam andar em alguns trechos. “A situação ideal seria não ter nada de água nos túneis, zero, mas isto é impossível, pois só acontecerá entre dezembro e janeiro”, diz o governador. “Então nossa melhor opção é que o nível de água seja o menor possível para que eles possam ser retirados.” Mesmo assim, ele afirma:  “Se chegarmos a um ponto crítico, tomaremos uma decisão na mesma proporção. Estamos correndo contra o tempo.”
As autoridades, contudo, não confirmam qual é o plano de emergência. “Neste momento, os meninos estão saudáveis. Eles podem falar, fazer brincadeiras. Só possuem pequenas escoriações. Eles não têm comida apropriada, mas temos enviado alimentos ricos em proteínas para aumentar a energia”, disse o governador.
Horas de mergulho
© VEJA Tempo de percurso com mergulho em caverna na Tailândia onde equipe de futebol está presa.
No momento, um mergulhador experiente precisa de 11 horas para fazer uma viagem de ida e volta até o local em que estão os jovens: seis de ida e cinco para volta, graças à ajuda da corrente.
O trajeto tem vários quilômetros e inclui passagens estreitas e trechos sob a água. Mas os socorristas evitam se pronunciar a favor de um resgate dos meninos através do mergulho.
Os socorristas dizem que preferem esperar a água baixar e manter o grupo na caverna até que possa ser retirado caminhando, com uma parte mínima de trechos submersos, que seriam percorridos com máscaras.
Esta é a opção privilegiada pelas autoridades, que instalaram um amplo sistema de bombeamento da água, com a ajuda de engenheiros japoneses, e já retiraram da caverna um volume equivalente a mais de 50 piscinas olímpicas.
As tempestades de monção provocaram o bloqueio dos meninos na caverna no dia 23 de junho, quando o grupo decidiu, por um motivo que ainda não está claro, entrar no local depois do treino de futebol.
Ao mesmo tempo, a equipe de resgate procura uma via de entrada a partir do topo da montanha que esteja conectada, ou que seja fácil de conectar com um trabalho de perfuração à parte da caverna em que estão as crianças.MNS


About Conexão Cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply