» » » ‘Estava muito abalado emocionalmente’, diz Prates sobre desaparecimento de Vado

Presidente da Câmara de Vereadores afirmou estar todas as providências cabíveis ao caso.
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ bahia.ba
O presidente da Câmara de Salvador, Leo Prates (DEM), afirmou nesta quarta-feira (5) que o vereador Vado Malassombrado (DEM) estava “muito abalado emocionalmente” pouco antes de deixar a Casa na tarde de segunda (3).
“O vereador Vado já tinha 24 horas sumido. Eu pedi paciência, porque o vereador Vado esteve na segunda-feira aqui nesta Casa. Estava bastante abalado emocionalmente, conversando com alguns assessores da Casa, como foi noticiado. Saiu com um modelo de carta de renúncia das mãos. Ele foi impedido pela assessoria da Câmara dentro dos argumentos para renunciar, já que a assessoria viu que ele estava bastante abalado emocionalmente”, disse Prates antes de abrir a sessão.
“Uma das pessoas que conversou com ele, o subdiretor Décio Martins, sugeriu que ele levasse o modelo pra casa, que ele refletisse e depois retornasse, que era uma decisão que só cabia a ele. Fizeram essa ponderação. Porque feito o ato, consumado o ato, não poderíamos voltar atrás”, acrescentou, que diz estar tomando todas as providências cabíveis e pedido à Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA) atenção ao caso.
Vado foi visto pela última vez na Praça da Sé, segundo confirmou sua assessoria na terça (4).
Ainda não há informações sobre o motivo do desaparecimento, que foi registrado na Delegacia de Proteção à Pessoa (DPP), do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Informações que possam ajudar a polícia a localizar Vado podem ser repassadas ao DPP por meio do número 3116-0357.
Na ocasião em que foi  visto, Vado teria deixado a presidência da Câmara chorando e levava consigo uma carta de renúncia ao cargo.

About Conexão Cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply