» » » Acidente entre micro-ônibus e caminhão deixa mortos e feridos na BR-324

Segundo a Polícia Rodoviária Federal o veículo é da prefeitura de Capela do Alto Alegre quando houve uma colisão com um caminhão.
Foto: Raimundo Mascarenhas/CN
Cinco pessoas morreram e 13 ficaram feridas em um acidente, na noite de segunda-feira (8), entre  um micro-ônibus que presta serviço para a prefeitura de Capela do Alto Alegre e um caminhão no KM 364, da BR-324, entre as cidades de Riachão do Jacuípe e Candeal. 
As vítimas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levadas para o Hospital Municipal de Riachão do Jacuípe e para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), em Feira de Santana.
O motorista da ambulância da cidade de Santa Bárbara, Gil Coutinho, que ajudou na transferência dos feridos, disse ao Acorda Cidade que estava chovendo no momento do acidente e que o caminhão bateu na traseira do micro-ônibus. A suspeita é de que a colisão ocorreu quando o motorista do micro-ônibus reduziu a velocidade para passar por um quebra-molas e não houve tempo para o condutor do caminhão, com placa de Poço de Caldas (MG) reduzir e evitar a batida.
As vítimas
Cinco vítimas foram socorridas para o HGCA, por volta das 23h.  Eulália Rodrigues Peixoto, 66 anos, que residia no centro da cidade de Tanquinho, e Carla Edésia Carneiro Rios, 44 anos, que morava em Capela do Alto Alegre, não resistiram devido a gravidade dos ferimentos e morreram.
Também morreram o motorista do micro-ônibus identificado por Jânio do Prado Maciel, 56, José Mário dos Santos, 55, e Benício Guedes, 76, ao dar entrada no Hospital Municipal de Riachão do Jacuípe.
Estão internados no HGCA: Ederge Almeida Carvalho de 63 anos, José Lima Bispo Souza, 75, e Maria Teonília Peixoto, 59, residentes em Capela do Alto Alegre.
Conforme o boletim de ocorrências do hospital, as vítimas estavam em Salvador fazendo  médico e  seguiam para casa quando houve o acidente.
O médico Francisco Fonseca, chefe de plantão do Hospital Clériston Andrade, informou ao Acorda Cidade que as vítimas que estão internadas estão estáveis e em observação no setor de ortotrauma, aguardando serem liberadas pela equipe de ortopedistas.
“Os pacientes estão estáveis, mas precisam de observação para serem encaminhados para suas residências. Fomos acionados pelos colegas do hospital de Riachão do Jacuípe juntamente com o Samu de Feira que também foi notificado e assim que ficamos sabendo o hospital já estava pronto para recebe-los”, disse.
Com informações Acorda Cidade 

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply