» » Delegada e investigadores denunciados por tortura são soltos

Foto:Reprodução
A delegada Carla Ramos e três investigadores, todos lotados na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), já estão soltos por determinação judicial. Ontem (07/10), eles foram presos após serem denunciados por ameaça e tortura.

De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc), a mulher responsável pela denúncia é suspeita de desvio de verbas em uma Casa Lotérica de Salvador e para não responder ao Tribunal do Crime, foi à Corregedoria da Polícia Civil e protocolou a falsa acusação.

Ainda segundo o Sindpoc, inclusive, os investigadores Carlos Cruz e Iraci Leal estavam de folga no momento da ocorrência. O jurídico da categoria entrou com um habeas corpus no mesmo dia e as prisões dos policiais foram revogadas. Os quatro vão responder em liberdade.

O presidente do Sindpoc, Eustácio Lopes, explica que  a Polícia Civil vai apurar os fatos na esfera administrativa e o Poder Judiciário no âmbito criminal.
“O bandido agora virou mocinho e o mocinho virou bandido. O bandido para tentar impedir a investigação criminal, vai à Corregedoria e faz uma denúncia. 

A Corregedoria, por sua vez, ao invés de apurar os fatos, representa pela prisão dos servidores de forma injusta e equivocada gerando danos morais aos policiais civis”, disparou Eustácio Lopes, ao pontuar que o departamento jurídico do sindicato irá acompanhar o caso e cobrar as devidas providências.

Ainda de acordo com o sindicato, ano passado foram feitas 30 denúncias falsas contra policiais na Corregedoria

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply