» » Fundador do Comando da Paz, Val Bandeira do Nordeste é preso com documento falso

Crédito da Foto: divulgação/SEAP
Fundador da facção criminosa baiana Comando da Paz (CP), o homem conhecido como Val Bandeira foi preso na quinta-feira (03/10) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR 232, em Salgueiro, no sertão de Pernambuco. O criminoso estava em um carro junto com uma mulher e apresentou um documento falso durante a abordagem.
O flagrante aconteceu em uma fiscalização da equipe de plantão com o apoio do Grupo de Operações com Cães da PRF, no quilômetro 515 da rodovia. Ao abordar o veículo ocupado pelo casal, os policiais realizaram uma verificação na documentação apresentada pelo condutor e descobriram indícios de falsificação.

O homem informou que havia saído de São Paulo com destino a João Pessoa, mas como está cumprindo o regime condicional, não poderia sair de Sergipe, onde reside. Ele tem passagem na polícia por diversos crimes de tráfico de drogas e roubo de veículo. Foram realizadas buscas no automóvel, mas não foram encontradas irregularidades.
O traficante, que comanda a criminalidade no Nordeste de Amaralina e pelo menos mais cinco bairros de Salvador, foi encaminhado à Delegacia de Polícia Federal, para a continuidade dos procedimentos legais. Caso seja confirmado o descumprimento do regime condicional, ele poderá retornar para o presídio.

Em dezembro de 2017 ele seria solto, mas equipes da Polícia Civil encontraram celulares, chips de operadoras de telefonia e drogas em sua cela. Além disso, na oportunidade, ele teve mandado de prisão cumprido na cadeia porque teria participação direta em roubos a estabelecimentos comerciais na região do Horto Florestal. 
A SSP comprovou que as ordens para comparsas do Nordeste de Amaralina efetuarem os roubos partiram do sentenciado. “Val Bandeira”, pontuaram ainda as investigações na época, continuava exercendo o papel de líder do grupo de dentro da Penitenciária Lemos Brito, determinando como os negócios ilícitos deveriam ser realizados.
ORGANIZAÇÃO 
Josevaldo criou o Comando da Paz juntamente com Éberson Souza Santos, o “Pitty”, e Cláudio Campanha. O primeiro já está morto, enquanto o outro está preso em uma detenção federal no Mato Grosso do Sul.

Em dezembro, o “braço direito” de “Val Bandeira” morreu após troca de tiros com policiais da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT/Rondesp Atlântico) no Nordeste de Amaralina. Claudemir Gomes Conceição, o “Mizinho”, estava com comparsas na localidade conhecida como Areal quando foi localizado.

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply