» » » Miliciano frequentava vaquejadas de Esplanada há 2 anos; homem também foi preso

                                   
A operação neste domingo (09/02), em Esplanada, no litoral norte baiano, também resultou na prisão de um homem, que não teve o divulgado.
O suspeito de ser parceiro do miliciano e ex-capitão Adriano Magalhães da Nóbrega é natural da cidade que o criminoso estava escondido e foi levado de helicóptero.
Segundo informações, o ex-policial carioca frequentava o município de Esplanada há mais de 2 anos e gostava de curtir vaquejadas. Adriano era tranquilo e costumava beber cerveja com amigos em eventos. Porém, era sempre bem discreto. Uma prima dele, inclusive, atende fazendas na região como veterinária.
Alvo da investida da SSP, Adriano Nóbrega reagiu com tiros ao perceber a chegada dos policiais baianos e acabou baleado. Ele estava escondido no sítio do vereador Gilsinho de Dedé (PSL) e o confronto ocorreu na propriedade, que fica na zona rural.
Durante a ação, foram apreendidos quatro armas e 13 celulares. A caçada ao miliciano foi iniciada pela polícia baiana em um condomínio de Costa do Sauípe, no dia 31 de janeiro. Porém, ao chegar no imóvel de luxo, o criminoso não estava e apenas sua família foi encontrada.
Operação
Equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Litoral Norte e da Superintendência de Inteligência (SI) da Secretaria da Segurança Pública participaram da operação. Ele era investigado por envolvimento na morte de Marielle Franco, em 2018.
O criminoso passou a ser monitorado por equipes da SI da SSP da Bahia, após informações de que ele teria buscado esconderijo na Bahia. Nas primeiras horas da manhã ele foi localizado em um imóvel, na zona rural de Esplanada. 
No momento do cumprimento do mandado de prisão ele resistiu com disparos de arma de fogo e terminou ferido. Ele chegou a ser socorrido para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos. Com o foragido foi encontrada uma pistola austríaca calibre 9mm.
“Procuramos sempre apoiar as polícias dos outros estados e, desta vez, priorizamos o caso por ser de relevância nacional. Buscamos efetuar a prisão, mas o procurado preferiu reagir atirando”, comentou o secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Teles Barbosa. 

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga