» » Vereador Elias Natan alerta que situação ficará complicada com a o fechamento da porta da emergência do HGC.

Foto:Reprodução

A decisão do governo do Estado em fechar a porta da urgência e emergência do Hospital Geral de Camaçari, recebendo a partir desta terça-feira (01) somente pacientes regulados através da Regulação Estadual, foi questionada pelo vereador Dr. Elias Natan durante sessão realizada na Câmara Municipal na manhã de hoje.

De acordo com Dr. Elias Natan, “não estou aqui discutindo o modelo. Mas, a forma como ele está sendo implementado sem termos ainda os leitos de retaguarda. Sem isso ser feito, esse modelo implantado pelo HGC irá prejudicar o sistema de urgência e emergência não só de Camaçari, mas de todos os municípios que são atendidos pelo HGC”.

O vereador ressaltou ainda que, “existem recursos que são colocados pelos municípios no Fundo Estadual de Saúde para que o Estado ofereça leitos de retaguarda para os municípios. Mas, com o fechamento da porta de entrada da urgência e emergência do HGC, nós ficamos sem esses leitos de retaguarda. Uma vez que sabemos a demora que é conseguir a regulação de um paciente para uma unidade do Estado.

Atualmente temos pacientes internados nas UPAS há quase uma semana, quando na verdade UPA não é para paciente ficar internado, mas ficar apenas até 36h e ser transferido para um hospital de referência”.

Dr. Elias Natan convocou a diretoria da Casa Legislativa para formar uma comissão de vereadores e juntos irem até a Secretaria de Saúde do Estado. “A ideia é discutir com o Estado uma alternativa para que a implantação desse modelo de urgência e emergência regulada não prejudique os municípios atendidos pelo HGC”.

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga