» » STJ decide manter prisão de investigados na operação Faroeste

 Desembargadora e juiz são investigados por esquema de vendas de sentença.

Foto : Gil Ferreira/Agência CNJ

Uma decisão da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ), divulgada ontem (17),  manteve a prisão preventiva do juiz Sérgio Humberto de Quadros Sampaio e da desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago. Os magistrados do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) foram denunciados por integrar esquema de venda de sentenças no oeste do Estado na chamada operação Faroeste.

Depois do pedido de vista feito em dezembro, o ministro João Otávio de Noronha, discordou do relator do caso,  Og Fernandes, e votou para afastar a prisão por considerar que a liberdade dos magistrados não impactaria no andamento das investigações. 

O colegiado, porém, seguiu o entendimento do relator, e por maioria, defendeu a prisão. Para Og Fernandes, medidas cautelares não seriam suficientes devido à gravidade das investigações. metro1


About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga