» » Assassinato no Quilombo Rio dos Macacos pode ter ligação com decisão de desembargador

                        

Um homem foi assassinado na madrugada desta quarta-feira (26/05), Quilombo Rio dos Macacos, na cidade de Simões Filho, região metropolitana de Salvador. O crime teria ocorrido por volta de meia-noite e a vítima, identificada como Pedro Henrique, recebeu várias pauladas.

Um homem foi assassinado na madrugada desta quarta-feira (26/05), Quilombo Rio dos Macacos, na cidade de Simões Filho, região metropolitana de Salvador. O crime teria ocorrido por volta de meia-noite e a vítima, identificada como Pedro Henrique, recebeu várias pauladas.

Uma mensagem de texto compartilhada por moradores da comunidade em grupos de WhatsApp e enviada ao Informe Baiano afirma que o rapaz estava “caído no território do quilombo com marcas de paulada e passou a noite na mesma posição”.

“Suspeita-se que isso seja uma represaria à decisão do Desembargador Federal JAMIL ROSA DE JESUS OLIVEIRA que permitiu o uso compartilhado do Rio dos Macacos, contrariando os interesses desportivos da Marinha do Brasil. Contra a força da Marinha em seu território de caça somente a intervenção do Governador Rui Costa, que precisa tomar conhecimento de mais este fato. E é para o governador que este clamor é direcionado, com urgência, enquanto um ser humano, quilombola, tem seu corpo molhado pela chuva que cai neste momento em Salvador, Bahia: Salve a população do Quilombo Rio dos Macacos”, diz o texto. As polícias Militar e Civil disseram ao IB que deslocaram equipes para atender a ocorrência. A PC ainda nao tem detalhes, pois a equipe ainda está colhendo detalhes no local. Abaixo nota da PM.

Nota da Polícia Militar

De acordo com informações da 19ª CIPM, na madrugada desta quarta-feira (26), policiais militares da unidade foram acionados pelo Cicom para atender a uma ocorrência em que havia o corpo de um homem caído ao solo no Quilombo Rio dos Macacos, na Base Naval de Aratu.

No local, a guarnição adentrou até onde tinha acesso com a viatura, posteriormente por conta da falta de visibilidade e dificuldade de deslocamento não conseguiram chegar até o local onde o solicitante indicava que o corpo estava.

Com o dia claro, guarnições da unidade realizaram a busca, com a colaboração de pessoas da comunidade e após aproximadamente 30 minutos de caminhada o corpo foi localizado, o Samu atestou o óbito.

O local foi isolado e o Serviço de Investigação em Local de Crime (Silc) foi acionado para a adoção das medidas legais.

A Polícia Civil investigará o caso.Uma mensagem de texto compartilhada por moradores da comunidade em grupos de WhatsApp e enviada ao Informe Baiano afirma que o rapaz estava “caído no território do quilombo com marcas de paulada e passou a noite na mesma posição”.

“Suspeita-se que isso seja uma represaria à decisão do Desembargador Federal JAMIL ROSA DE JESUS OLIVEIRA que permitiu o uso compartilhado do Rio dos Macacos, contrariando os interesses desportivos da Marinha do Brasil. Contra a força da Marinha em seu território de caça somente a intervenção do Governador Rui Costa, que precisa tomar conhecimento de mais este fato. E é para o governador que este clamor é direcionado, com urgência, enquanto um ser humano, quilombola, tem seu corpo molhado pela chuva que cai neste momento em Salvador, Bahia: Salve a população do Quilombo Rio dos Macacos”, diz o texto. As polícias Militar e Civil disseram ao IB que deslocaram equipes para atender a ocorrência. A PC ainda nao tem detalhes, pois a equipe ainda está colhendo detalhes no local. Abaixo nota da PM.

Nota da Polícia Militar

De acordo com informações da 19ª CIPM, na madrugada desta quarta-feira (26), policiais militares da unidade foram acionados pelo Cicom para atender a uma ocorrência em que havia o corpo de um homem caído ao solo no Quilombo Rio dos Macacos, na Base Naval de Aratu.

No local, a guarnição adentrou até onde tinha acesso com a viatura, posteriormente por conta da falta de visibilidade e dificuldade de deslocamento não conseguiram chegar até o local onde o solicitante indicava que o corpo estava.

Com o dia claro, guarnições da unidade realizaram a busca, com a colaboração de pessoas da comunidade e após aproximadamente 30 minutos de caminhada o corpo foi localizado, o Samu atestou o óbito.

O local foi isolado e o Serviço de Investigação em Local de Crime (Silc) foi acionado para a adoção das medidas legais.

A Polícia Civil investigará o caso.

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga