» » Câmara debate melhorias para o transporte em Audiência Pública

Discutir com a sociedade os problemas atuais e a necessidade de adequações no transporte público em Camaçari, visando a qualidade e a eficiência na prestação deste serviço à população foi o objetivo da Audiência Pública realizada na manhã desta quinta-feira (20/5), no Plenário Osvaldo Nogueira, com o tema: “Termos, possibilidades e condições para o bom funcionamento do transporte público”.

O debate foi mediado pelo presidente da Câmara, Júnior Borges (DEM), e contou com a participação de representantes das diversas categorias de transporte em operação no município – cooperativas de transporte por ônibus, taxis, mototáxis, rodoviários, motoristas por aplicativo, ligeirinhos, entre outros modais – que tiveram a oportunidade de expor demandas e sugerir avanços. Também houve espaço para explanações por parte da Superintendência de Trânsito e Transporte Público (STT) e para participação popular. 

O chefe do Legislativo Municipal explicou a importância do debate, contextualizando alguns aspectos da realidade atual do transporte público e a necessidade da construção coletiva das soluções. “É preciso que a nova configuração resulte de um trabalho feito a quatro mãos. Há modais que não estão legalizados e temos de discutir o incremento destes na rede de transporte. A audiência possibilita esse diálogo e esperamos, a partir daqui, apresentar ao governo municipal e às representações de cada categoria, propostas maduras para os problemas do transporte”, afirmou Júnior Borges. 

O superintendente de Trânsito e Transporte Público de Camaçari, Cel. Alfredo Castro, atualizou o público sobre o andamento das tratativas para a licitação do transporte público. “Por determinação do prefeito Elinaldo, estamos priorizando esta questão. Realizamos um estudo da modelagem do sistema, que é algo complexo. Não podemos atropelar o processo. Se atender somente um segmento, comprometemos o plano macro”, explicou, destacando o interesse de atender a todos os modais.

Ao fazer uso da palavra, o vereador Jamessom (PSL) chamou atenção para a situação dos chamados “ligeirinhos”. “O trabalho prestado por vocês merece respeito e estamos aqui buscando a regularização, para que esses profissionais também tenham condições de participar da licitação e ofertar seus serviços na cidade de forma regularizada”, salientou o edil. 

Já Hélio Ferreira, vereador de Salvador e presidente do Sindicato dos Rodoviários da Bahia, destacou a importância do apoio do poder público para que o sistema de transporte seja sustentável. “É preciso pensar em subsídios, em tarifas sociais para os cidadãos que não têm condições de pagar passagem. O poder público deve olhar essa questão como um problema social a ser resolvido com prioridade”, contribuiu. 

Também participaram da audiência pública, o presidente da Cooperunião, Cleidson Borges; o presidente do Camaçari Card, Eujacio Araújo; o presidente da Cootrasem, Marivaldo Oliveira; o presidente da Transcoo, Alberto Nobre; o presidente da Sintac, Raimundo Pereira; o representante dos mototaxistas, José Freire; o representante do ligeirinho, Anderson Carvalho; e a representante da União das Pessoas com Deficiência de Camaçari, Telma de Jesus. A população participou diretamente da plateia e enviando perguntas via WhatsApp.

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga