» » Mulher executada no Engenho de Brotas era filha de policial famoso no zap

                                                              Foto:SSPBA

A jovem Stephanie Raquel Almeida Pedra de Oliveira, 20 anos, morta de forma covarde na noite de quinta-feira (29/04), no Engenho Velho de Brotas, em Salvador, era filha do policial conhecido como Tabajara, famoso no WhatsApp por divulgar vídeos irônicos. Em um dos registros, o militar envia um recado para os amigos que estão “devendo”.

“Faça o favor de pagar, irmão. Com brevidade. Se não eu vou ter que ir aí e a coisa não vai dar certo. Entendeu? Vocês estão entendendo? Os senhores entenderam a mensagem? Pronto, afirmativo!”, disse no vídeo.

Ao Informe Baiano, um morador afirmou que Stephanie não era envolvida com a criminalidade e o caso ainda é um mistério.

“Está estranho porque estava ela e o marido dentro carro. E só atiraram nela. Aqui no bairro todos dizem que ela não era envolvida, pelo contrário, era uma pessoa de bem”, pontuou a fonte do IB.
Foto:Reprodução

“Agora, a gente também não sabe se tem alguma coisa a ver com o pai dela ser policial, mas a gente também nunca soube que Tabajara tinha envolvimento com coisa errada, tipo tráfico. Ele nem gostava de traficante. Pode ser outra coisa”, acrescentou.

A vítima foi atingida por tiros disparado por dois homens encapuzados, que fugiram logo após o crime. Rapidamente, foi socorrida para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu aos ferimentos. A autoria e motivação do crime são investigadas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga