» » Número de mortos em operação no Jacarezinho sobe para 29, diz polícia do RJ

Agência Brasil

Corporação afirma que "28 criminosos e o inspetor de polícia André Leonardo de Mello Frias morreram na operação"; legalidade da ação é questionada por entidades.

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou hoje (8) que subiu para 29 o número de mortos na operação policial realizada na última quinta-feira (6) na favela do Jacarezinho, na zona norte da capital. A corporação divulgou apenas a identidade do inspetor de polícia André Leonardo de Mello Frias, de 48 anos, e afirmou que os outros 28 mortos "eram criminosos".

Até o final da manhã de hoje, apenas três mortos tinham sido identificados: 

  • Isaac Pinheiro de Oliveira, o Pee da Vasco;
  • Richard Gabriel da Silva Ferreira, o Kako;
  • Rômulo Oliveira Lúcio, o Romulozinho.

Os três estão na lista de 21 denunciados pelo Ministério Público por tráfico de drogas e eram procurados pela polícia.

Considerada a mais letal da história do estado do Rio de Janeiro, a operação policial buscou desarticular uma quadrilha de traficantes de drogas que, entre outros crimes, era suspeita de aliciar menores de idade. 

Defensores dos direitos humanos questionam a legalidade da operação, que também despertou a preocupação da Ordem dos Advogados do Brasil, da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) e do o Alto Comissariado da Organização das Nações Unidas (ONU) para Direitos Humanos. As três instituições pediram investigações rigorosas e imparciais e ressaltaram o compromisso do Estado no respeito aos direitos humanos.

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, que é responsável por fiscalizar a legalidade da ação, emitiu uma nota na qual informa que está investigando as circunstâncias das mortes ocorridas durante a operação.



About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga