» » Recursos para manutenção do setor de Turismo chegam à Região Norte


O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destaca que a Pasta atua continuamente para garantir que o dinheiro chegue, de forma facilitada e mais rápida, aos empreendedores do setor de turismo que precisam destes recursos.

“Entre as ações está o número cada vez maior de instituições financeiras credenciadas a operar os recursos do Fungetur. Na Região Norte, atualmente, são quatro agências (Agência de Fomento do Amapá, Banco da Amazônia, Banpará e Fomento Tocantins), além da Caixa Econômica Federal que, neste ano, passou a trabalhar com a nossa linha de financiamento direcionada, exclusivamente, ao setor de Turismo, dando mais capilaridade à liberação dos recursos”, pontua.

Foram atendidas 81 empresas em 17 municípios da Região Norte, alcançando diversos segmentos da cadeia produtiva do Turismo, como hotéis, agências de viagem, restaurantes, lanchonetes, organizadoras de eventos e campings, entre outros. A maior parte dos beneficiários dos recursos, em forma de crédito, foram micro e pequenas empresas, que corresponderam a 71% do volume de empréstimos contratados. Os estados do Tocantins (R$ 3,6 milhões) e de Rondônia (R$ 1,8 milhão) foram os que registraram, até o momento, o maior volume de recursos já contratados.

Segundo a secretária nacional de Atração de Investimentos, Parcerias e Concessões do MTur, Débora Gonçalves, os recursos do Fungetur permanecem disponíveis para atender a mais empreendedores da Região Norte. “O Fungetur representa uma conquista histórica para auxiliar o setor de turismo, um dos mais impactados pela pandemia de Covid-19. O Fundo ainda conta com recursos em toda a Região Norte, que podem ser acessados por uma das cinco instituições financeiras que temos contrato para operar os recursos, beneficiando empreendedores e, consequentemente, trabalhadores, que terão a garantia da manutenção dos seus empregos”, destaca.

FUNGETUR - O Fundo Geral de Turismo é uma linha de financiamento operada com recursos do Ministério do Turismo e que, diante do cenário de crise provocado pela pandemia de Covid-19, disponibilizou R$ 5 bilhões ao setor. Esses recursos permitiram o acesso a crédito a 3.605 empresas localizadas em mais de 600 municípios de todos os estados do país. Ao socorrer empreendedores impactados pela Covid-19 por meio do acesso a crédito no país inteiro, o Fungetur possibilitou que cerca de 33,8 mil empregos fossem preservados.

O financiamento conta com taxas (de até 5% ao ano, acrescida da Selic) e prazos (de até 240 meses) diferenciados para auxiliar empreendimentos turísticos de todo o país, principalmente micro, pequenas e média empresas.

Os recursos podem ser usados tanto para capital de giro quanto para aquisição de bens, como máquinas e equipamentos. Podem ser usados, ainda, para a realização de obras de construção, modernização e ampliação para a retomada de atividades, além de reformas em geral nos empreendimentos paralisados pela pandemia.

Para acessar o Fungetur, é preciso ter registro no Cadastur, o cadastro nacional de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de Turismo, e procurar uma das instituições financeiras credenciadas a operar o Fundo Geral de Turismo. As instituições financeiras, por sua vez, fazem a análise dos pedidos e a aprovação da liberação dos recursos. Para saber mais, acesse  AQUI.

mascaradedisparo-rodape_tamanho disparador2.png

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga