» » “Serial killer de Brasília” nasceu na Bahia e está sendo caçado por mais de 200 policiais

                                                                                                                               Foto:Reprodução

Autor da chacina de quatro pessoas da mesma familia, na noite de quarta-feira (09/06), no Distrito Federal, Lázaro Barbosa de Souza, 33 anos, continua foragido. O ‘serial killer de Brasília’ ou “Satânico”, que nasceu na Bahia, acumula diversos outros crimes e atos violentos ao passo em que foge há sete dias de uma equipe com mais de 200 policiais. Cães farejadores, drones e um helicóptero estão sendo usados na caçada. Um policial foi baleado pelo criminoso, nesta terça-feira (15/06).

Lázaro está foragido desde 2016, condenado também por crimes na Bahia. Ele descreveu o suspeito como uma pessoa “de alta periculosidade”.

 A última localização do bandido, que chegou a quase ser capturado pelas forças de segurança, é um matagal no povoado de Edilândia, na cidade de Cocalzinho, em Goiás.

Cronologia

Inicialmente, na quarta-feira (09/06), o homem matou o empresário Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, e dois filhos dele, Carlos Eduardo Marques Vidal, 15, e Gustavo Marques Vidal, 21, além da esposa, Cleonice Marques, de 43 anos, encontrada três dias depois. A mulher teve a orelha arrancada.

Na quinta-feira (10/06), ele roubou outra chácara e fez o caseiro e a filha reféns. No mesmo dia, ele ainda invadiu uma residência e fez outros três reféns, obrigando dois deles a fumarem maconha.

 Na sexta-feira (11/06), o ‘serial killer de Brasília’ cometeu mais um crime: novamente invadiu uma chácara e fez o caseiro de refém. Roubou também um veículo que usou para ir do DF até a cidade de Cocalzinho, em Goiás. Chegando lá, incendiou o veículo.

 No sábado (12/06), no município de Cocalzinho, Lázaro invadiu mais uma chácara e fez o caseiro refém. Depois, em outra propriedade, baleou três homens. Ainda no sábado, tentou atear fogo em outra casa. Nesse mesmo dia, por pouco não é capturado pela Polícia Militar goiana, mas disparou mais de 15 tiros em direção aos agentes e conseguiu fugir.

Domingo (13/06), mais de 200 policiais civis, militares, rodoviários e de grupos táticos especiais de segurança iniciaram uma grande operação, mas ainda não houve êxito.

 Já na segunda-feira (14/06), ainda em Cocalzinho, Lázaro tentou pedir comida em mais uma fazenda da região, mas acabou se envolvendo em uma troca de tiros com o caseiro da propriedade. Logo após a troca de tiros entrou novamente no matagal.

Na manhã desta terça-feira (15/06), Lázaro foi avistado por testemunhas na região da fazenda, onde trocou tiros com o caseiro na noite anterior. Um caminhoneiro teria visto um homem com as mesmas características do “serial killer” correndo em uma estrada próxima ao local. Já no final da tarde de hoje, ele conseguiu balear um sargento da PM no rosto. 

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga