» » Os desafios da ocupação urbana e de moradia no Centro Histórico de Salvador são discutidos em debate virtual

                           

A quarta edição do projeto “Centro Histórico em Ação - Diálogos”, que acontece na próxima quinta-feira, dia 08, a partir das 16h, no canal do YouTube do Instituto ACM (www.youtube.com/acminstiuto) terá como tema  “Os desafios da ocupação urbana e de moradia no Centro Histórico de Salvador”. O objetivo do encontro virtual é conhecer e discutir os planos e programas das instância de governo locais capazes de tornar o maior complexo arquitetônico da América Latina mais dinâmico, vivo e sustentável. Como contribuição, no Diálogos  serão apresentados cases de sucesso de outras cidades que tornaram seus Centros mais atrativos com as ocupações, sejam elas de moradia, de comércio ou de cultura.

O urbanista e arquiteto maranhense, José Antônio Viana Lopes, irá apresentar o Programa NOSSO CENTRO, criado pelo Governo do Maranhão em 2019, que tem por objetivo tornar o Centro Histórico de São Luís referência em renovação e desenvolvimento sustentável, preservando seu valor histórico e cultural ao mesmo tempo em que promove o centro da cidade de São Luís como espaço democrático.

O NOSSO CENTRO vem realizando intervenções nas áreas de tombamento estadual, federal e na zona central da cidade, com obras do Governo do Maranhão e ações em parcerias com a Prefeitura, IPHAN, a iniciativa privada e a sociedade como um todo.

Com isso, busca criar grandes polos de atuação: habitacional; comercial e gastronômico; cultural, artístico e de lazer; institucional; e tecnológico; além de atividades transversais de infraestrutura e segurança. Os investimentos e ações realizadas estimularam um crescente sentimento de pertencimento da população pelo centro antigo da cidade. Sentimento que é reforçado a cada manifestação e evento cultural promovido no Centro Histórico.

Participam também do debate :

O diretor-geral do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), João Carlos de Oliveira, arquiteto e especialista em Conservação e Restauração de Monumentos e Conjuntos Históricos, atuando como consultor do Programa Monumenta/MinC em Ouro Preto (MG), que beneficiou 26 cidades de importância arquitetônico-histórica no país, agregando recuperação e preservação do patrimônio.

O superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN/Ba, Bruno Tavares, apresentando o trabalho de elaboração de normas para o Centro Histórico de Salvador, para a viabilidade de investimentos, garantindo a renovação e revitalização deste Centro, na medida em que estabelece critérios claros para intervenção de imóveis arruinados e descaracterizados.

Jealva Fonseca, gerente de projetos e licenciamento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo de Salvador – Sedur, que apresenta o Programa de Incentivo à Restauração e Recuperação de Imóveis do Centro Antigo de Salvador (Revitalizar), que tem como objetivo estimular a requalificação dos imóveis ali localizados, trazendo de volta a vida, o movimento e a circulação de pessoas.

                                       

Realizado pelo Instituto Antonio Carlos Magalhães e pela Associação dos Empreendedores do Centro Histórico – ACHE, o debate tem a mediação da arquiteta e urbanista Angela Gordilho Souza, mestre e doutora em planejamento urbano e regional, líder do grupo de pesquisa LabHabitar - Habitação e Cidade, foi secretária de habitação da Prefeitura Municipal de Salvador (2005-2008). Atualmente, além do ensino, pesquisa e extensão na UFBA, integra o Conselho Fiscal da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo - ANPARQ (Gestão 2021/22).

A ACHE, Associação do Centro Histórico Empreendedor, criada em 2020 visa unir empreendedores do Centro Histórico de Salvador de forma positiva e atuante no desenvolvimento e fortalecimento do turismo, do comércio, da cultura e dos aspectos sociais.

Braço social da Rede Bahia, o Instituto Antonio Carlos Magalhães de Ação Cidadania e Memória (IACM) é uma organização privada sem fins lucrativos que tem como direcionamento estratégico atuar na promoção da cultura contemporânea, do patrimônio e da educação. 

O “Patrimônio Bahia” é programa de ações desenvolvido pelo Instituto ACM, com foco na valorização do patrimônio material e imaterial da Bahia. Sua proposta é debater e discutir temas que possam sugerir melhorias para o Centro Histórico, além de apresentar o acervo cultural, religioso e gastronômico existente.

Serviço:

O Que: Debate virtual

Tema: “Os desafios da ocupação urbana e de moradia no Centro Histórico de Salvador.

Quando: 08 de julho, às 16h

Onde: Canal do youtube do Instituto ACM - acminstituto.

Assessoria de imprensa da ACHE – Doris Pinheiro – 71 9 8896-5016

Contato IACM: Claudia Vaz – 9 8824-1330

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga