» » Advogado acusado de matar jovem no Imbuí tem prisão domiciliar autorizada

A decisão judicial foi definida nesta quinta-feira (5), durante audiência de instrução sobre o caso, que aconteceu no Fórum Criminal de Sussuarana.

Foto: Reprodução

O advogado José Geraldo Lucas Júnior, acusado de matar Lucas Souza Araújo, de 29 anos, em um bar localizado no Imbuí, em Salvador, teve o pedido de prisão domiciliar atendido pela Justiça. O advogado estava preso desde janeiro. A decisão também vale para o seu amigo, identificado como Jean, que teria entregado a pistola 9mm utilizada no crime.

A decisão judicial foi definida nesta quinta-feira (5), durante audiência de instrução sobre o caso, que aconteceu no Fórum Criminal de Sussuarana, em Salvador. Na ocasião, a Justiça ouviu os acusados, a defesa de Lucas, além dos familiares da vítima e testemunhas.

Lucas morava em São Cristóvão e tinha uma barbearia em Pernambués. Ele deixou uma filha de 8 anos e um de 4.

O caso

O crime aconteceu em um quiosque ao lado da Barraca do Zurca, na Praça do Canal. Houve muita correria no local. Lucas estava no bar com a esposa, o irmão e a cunhada. Quando as mulheres levantaram para ir ao banheiro, um dos suspeitos teria 'mexido' com a mulher dele. Lucas então se aproximou para tirar satisfação, mas os dois brigaram. O advogado estava armado e atirou. 

Lucas foi baleado na cabeça e no peito e morreu no local. De acordo com a 39ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Boca do Rio), na noite do crime, o Centro Integrado de Comunicações (Cicom) acionou policiais militares da unidade após informações de disparos de arma de fogo. No local, a equipe já encontrou a vítima sem vida e isolou a área para perícia.Tribuna da Bahia


About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga