» » Rui entrega “pacote de bondades” antes de encerrar governo

O governador Rui Costa tem entregado um “pacote de bondades”, que inclui reajuste do salário do funcionalismo estadual e conclusão de obras.

Foto: Reprodução

Antes de deixar o Palácio de Ondina no final deste ano, o governador Rui Costa (PT) tem entregado um “pacote de bondades”, que inclui reajuste do salário do funcionalismo estadual e conclusão de obras. Apesar de ser cotado para ser candidato a senador nas eleições deste ano, o petista tem descartado e dito que a “vontade pessoal é ficar até 31 de dezembro de 2022 entregando projetos”. 

Entre as obras que Rui Costa pretende entregar neste ano, estão cinco policlínicas: de Narandiba e Escada, em Salvador; e as de Santa Maria da Vitória, São Francisco do Conde e Ilhéus. Além disso, o governador tem prometido inaugurar neste ano o Hospital Ortopédico da Bahia. Essa unidade de saúde ficará na antiga sede da BR-Distribuidora, no Stiep, na capital, e será exclusiva para a área de ortopedia, com 200 leitos e 12 salas de cirurgia. 

Rui Costa tem dito ainda que, antes de concluir o mandato, entregará mais de 100 novas escolas no estado. A área de Educação tem sido alvo das principais críticas da oposição. Na área da mobilidade urbana, o governador assegurou levará em 2022 o metrô até ao bairro soteropolitano de Cajazeiras. Também tem prometido que dará início às operações do VLT (Veículo leve sobre trilhos) da capital baiana. Apesar de o projeto estar emperrado, há ainda a expectativa que as obras da Ponte Salvador-Itaparica iniciem na gestão de Rui Costa. 

Depois de passar os sete anos de governo sem reajustar os rendimentos do funcionalismo estadual, Rui Costa enviou para a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), que aprovou no final do ano passado, um incremento no salário dos servidores estaduais. O reajuste linear de 4% vale para todo o funcionalismo do estado, incluindo servidores ativos, aposentados e pensionistas. Além deste reajuste, o governo dará o incremento de R$ 300 ao vencimento básico de servidores da Educação, Saúde e Segurança Pública, e de R$ 200 para aqueles que estão com vencimento básico abaixo do mínimo. 

O projeto previa que a concessão dos benefícios iria ocorrer a partir de abril deste ano, mas, antes da votação, o líder do governo na AL-BA, Rosemberg Pinto (PT), anunciou que o governador autorizou a antecipar para 1º de março, contemplando reivindicação feita pelos segmentos em reuniões com os deputados. Segundo ele, “a antecipação representará um incremento na economia baiana em torno de R$ 150 milhões no mês de março”. Fonte:Tribuna da Bahia

 


About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga