» » Veja como vai funcionar a imunização de Crianças

 A data de início da aplicação das doses ainda não foi anunciada.

Foto: Jefferson Peixoto / Secom

O Ministério da Saúde incluiu ontem crianças de 5 a 11 anos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19. Durante o anúncio, a pasta detalhou como vai funcionar a vacinação para essa faixa etária. A imunização das crianças com a vacina da Pfizer já havia sido autorizada em 16 de dezembro pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

A data de início da aplicação das doses ainda não foi anunciada. Segundo o ministério, o primeiro lote de vacinas pediátricas deve chegar ao país no próximo dia 13. A distribuição aos estados começará a ser feita no dia seguinte, se o cronograma for cumprido. 

Quando vai começar a vacinação das crianças? 

O Ministério da Saúde não deu uma data exata, mas a previsão é que esse público comece a ser imunizado a partir de janeiro de 2022. Até o fim desse mês, a estimativa é que 3,7 milhões de doses cheguem ao país em três voos, sendo um por semana. De acordo com o governo, o cronograma previsto é: 

·         13 de janeiro: primeiro voo com 1,248 milhão de doses; 

·         20 de janeiro: segundo voo com 1,248 milhão de doses; 

·         27 de janeiro: terceiro voo com 1,248 milhão de doses. 

A pasta informou que já encomendou "mais de 20 milhões de vacinas pediátricas da Pfizer" – o que seria suficiente para a primeira dose, mas não para completar o ciclo vacinal. Segundo o IBGE, o Brasil tem cerca de 20,5 milhões de crianças nessa faixa etária. 

Qual será a ordem da vacinação? 

A vacinação será realizada por faixa etária (das crianças mais velhas para as mais novas), com prioridade para quem tem comorbidade ou deficiência permanente. 

Será necessário levar receita para vacinar uma criança? 

Não. O Ministério da Saúde orienta que os pais "procurem a recomendação prévia de um médico antes da imunização" – mas não exigirá receita médica para aplicar a vacina. 

A autorização por escrito só será necessária se não houver pai, mãe ou responsável presente no momento em que a criança for vacinada. 

Qual será o intervalo entre doses? 

O ministério informou que as doses serão aplicadas com intervalo de oito semanas – um prazo maior que o previsto na bula, de três semanas. 

A vacina é segura para as crianças? 

Sim. Os especialistas ouvidos pela Anvisa e que falaram durante a aprovação da vacina da Pfizer para as crianças consideraram que os benefícios da vacina superam os riscos. 

  Fonte: g1


About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga