» » » Adversários demonstram solidariedade a Bolsonaro após ataque

Foto: Reprodução/Twitter
Candidatos ao planalto condenaram atentado ao deputado federal do PSL: 'lamentável para a democracia'.
O presidente Michel Temer (MDB) e os candidatos e adversários do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) ao planalto, condenaram o ataque sofrido pelo mesmo em Juiz de Fora na tarde desta quinta-feira (6). Bolsonaro era carregado por apoiadores em comício na cidade quando foi esfaqueado no abdômen e conduzido por apoiadores para a Santa Casa de Juiz de Fora.
Nas redes sociais e em comunicados oficiais, os candidatos condenaram o ataque, a que chamaram de “ataque contra a democracia”. Confira as manifestações:
Michel Temer (MDB): ‘É lamentável para a democracia. Que sirva de exemplo. Se Deus quiser, o candidato Jair Bolsonaro passará bem e não ocorrerá algo mais grave’.
Ciro Gomes (PDT): “Acabo de ser informado em Caruaru, Pernambuco, onde estou, que o Deputado Jair Bolsonaro sofreu um ferimento a faca. Repudio a violência como linguagem politica, solidarizo-me com meu opositor e exijo que as autoridades identifiquem e punam o ou os responsáveis por esta barbárie”.
Fernando Haddad (PT): “Nós, democratas, temos que garantir um processo pacífico. Não se pode entrar em provocação de jeito nenhum. Episódio lastimável e absurdo”.
Guilherme Boulos (PSOL): “Soube agora do que ocorreu com Bolsonaro em Minas. A violência não se justifica, não pode tomar o lugar do debate político. Repudiamos toda e qualquer ação de ódio e cobramos investigação sobre o fato”.
Marina Silva (PV): “A violência contra o candidato Jair Bolsonaro é inadmissível e configura um duplo atentado: contra sua integridade física e contra a democracia. Neste momento difícil que atravessa o nosso país, é preciso zelar com rigor pela defesa da vida humana e pela defesa da vida democrática e institucional do nosso país. Este atentado deve ser investigado e punido com todo rigor”.
João Amoedo (Novo): “É lamentável e inaceitável o que aconteceu com o Jair Bolsonaro. Independentemente de divergências políticas, não é possível aceitar nenhum ato de violência. Que o agressor sofra as devidas punições. Meus votos de melhoras para o candidato”.
Geraldo Alckmin (PSDB): “Política se faz com diálogo e convencimento, jamais com ódio. Qualquer ato de violência é deplorável. Esperamos que a investigação sobre o ataque ao deputado Jair Bolsonaro seja rápida, e a punição, exempla”.

About Conexão Cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply