» » » Mãe e filhas mortas em Maragogipe foram envenenadas; suspeita se apresenta à polícia

Crédito da Foto: arquivo pessoal
Fonte: Jean Mendes
A mãe e as duas filhas mortas em três segundas-feiras diferentes no município de Maragogipe foram vítimas de envenenamento. A informação foi confirmada nesta quinta-feira (20/9) por familiares das vítimas. A principal suspeita do crime, inclusive, estava prestando depoimento até a publicação desta matéria.
O titular da Delegacia Territorial (DT/Maragogipe), Marcos Veloso, ainda não se pronunciou sobre o depoimento, mas agentes da unidade disseram que a mulher chegou acompanhada de um advogado por volta das 15h.
CASO
Com o mau súbito e falecimento de uma mulher ocorrido na noite do dia 13 de agosto, a concretização de uma infeliz coincidência passou a chamar atenção de muita gente na cidade. Isso porque a vítima, Adryane Ribeiro, estava convivendo com a perda recente de duas filhas, que tinham morrido nas duas segundas-feiras anteriores.

Em todos os casos, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fez o primeiro auxílio às vítimas. No dia 30 de julho, Gleicy foi encaminhada ao Hospital de São Félix, onde, segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Maragogipe, teve sua morte relacionada com problemas de diabetes. Na segunda-feira seguinte (6/8), foi a vez de Ruthy Ribeiro dos Santos passar mal. Acriança, de apenas um ano, foi levada para a UPA local e, também faleceu.
No último dia 5, o corpo de Gleicy foi exumado. O pedido foi realizado pelo titular da Delegacia Territorial de Maragogipe, Marcos Veloso, no último dia 17, e aceito pela Justiça cerca de dez dias depois.


About Conexão Cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply