» » » Doris Day, estrela de Hollywood nos anos 50 e 60, morre aos 97 anos

Cantora e atriz indicada ao Oscar por atuação em "Confidências à Meia-noite", há décadas se dedicava à uma fundação protetora de animais.
Foto: Reprodução/Twitter
Atriz e cantora norte-americana, Doris Day faleceu nesta segunda-feira (13), aos 97 anos, em sua residência em Carmel Valley, na Califórnia. A informação foi confirmada pela instituição que leva o seu nome. Estrela de Hollywood nos anos 50 e 60, já nas últimas décadas se dedicava à proteção dos animais, e inclusive chegou a criar uma fundação para ajudá-los.
Nascida em 1922, na cidade de Cinccinati, Doris Mary Ann Kappelhof era filha de um professor de música com uma dona de casa. Ela foi indicada ao Oscar em 1959, pelo filme “Confidências da Meia-Noite”, mas antes já havia feito sucesso em “Ama-me ou esquece-me” (1955) e “Volta meu amor” (1961). Vencedora de três Globos de Ouro na categoria melhor atriz de cinema mundial, Doris também foi homenageada com um outro prêmio especial do Globo de Ouro em 1989, chamado Cecil B. DeMille, por sua gloriosa carreira.
Dona de um belo sorriso, a loira foi muito comparada com Marylin Monroe, sendo uma versão mais “inocente” da atriz. Casada quatro vezes, ela conta em sua biografia os problemas financeiros que passou com o fim de um dos casamentos. Em 1974, ganhou US$ 22,8 milhões em um processo contra seu ex-empresário e advogado.
Em sua carreira como cantora, gravou hits como “Sentimental Journey”, “Everybody Loves a Lover” e “Secret Love”. Foi a voz também de trilhas como a de “O Homem que Sabia Demais” (1956), além de cantar “Whatever Will Be, Will Be (Que Será, Será)”, e atuar no filme dirigido por Alfred Hitchcock.

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply