» » » Vitória informa que sócios Prata poderão ocupar setor intermediário da Fonte Nova

Decisão ocorre após a polêmica ocorrida na última partida do clube na arena, quando os torcedores tiveram que ficar concentrados no terceiro anel das arquibancadas.
Foto: Divulgação/Vitória
O Vitória anunciou na manhã desta quinta-feira (3), por meio de suas redes sociais, que os associados do plano Prata poderão ocupar os setores norte e intermediário da Arena Fonte Nova na partida contra o Sport, que será realizada mais tarde, às 21h30.
A decisão ocorre após a polêmica na última partida do clube na arena, no empate em 0 a 0 com o Atlético-GO, quando os torcedores deste plano de associados tiveram que ficar concentrados no terceiro anel das arquibancadas. Tal determinação causou superlotação no local, enquanto os outros setores do estádio ficaram praticamente vazios – o público pagante naquela partida foi de apenas 6.428 pagantes.
O fato fez com que um associado entrasse com uma ação contra o clube baiano após ter se sentido lesado com a localização da torcida nos jogos na Arena Fonte Nova. O processo, que tramita na 18ª Vara Criminal de Salvador, chamada de Vara do Torcedor, pede que o sócio Prata fique, quando o time atuar na Fonte Nova, em um setor equivalente ao que é destinado ao associado no Barradão.
Segundo o Correio, o advogado do torcedor já havia pedido uma liminar para a partida contra o clube goiano, mas a medida foi negada pelo juiz, que alegou não haver “perigo de dano iminente”. O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) marcou uma audiência de conciliação para esta sexta-feira (4).
Outra reclamação a respeito do posicionamento no último anel da Fonte Nova veio da torcida Os Imbatíveis, principal organizada do clube. Em nota, o grupo disse que não abria mão “de estar no fundo do gol, que é onde a torcida se posiciona desde 1997 para apoiar o time e pressionar os adversários”, mas que isso não seria possível, já que seus associados pertenciam ao plano Prata.
Os torcedores também explicaram que este foi o motivo de não terem feito a costumeira festa nas arquibancadas. “A ausência da bateria, bandeiras, adereços e de nossos sócios reunidos no mesmo anel não ocorreu por conta de algum protesto ou punição. A nossa festa, que só nós sabemos fazer, foi inviabilizada em virtude de que todo o nosso pessoal (bateria, material, diretoria) e grande parte de nossos integrantes serem sócios SMV Prata e se viram obrigados a ficar na parte superior do estádio”, informou a nota.
O imbróglio envolvendo os torcedores rubro-negros e a Arena Fonte Nova e os altos custos operacionais que envolvem a realização de partidas no estádio levaram o clube a anunciar nesta semana o retorno ao Barradão – a partida contra o Atlético-GO fez o clube ter um prejuízo de R$ 81.130,17. A “volta à casa” será já na próxima terça-feira (8), no duelo contra o Oeste.

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply