» » » Ativista expulsa de partido por ACM Neto, Sara Winter é presa em Brasília; ela já tinha debochado do STF

Crédito da Foto: YouTube
A ativista do movimento "300 do Brasil", Sara Winter, foi presa em Brasília pela Polícia Federal na manhã desta segunda-feira (15/6). O mandado de prisão foi autorizado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. A mulher é uma das investigadas no inquérito das fake news.
O pedido de prisão, no entanto, saiu de outro inquérito, do que apura a realização de atos antidemocráticos, também sob relatoria de Moraes. Há outras medidas em andamento. O "300 do Brasil" é considerado de extrema direita, formado por apoiadores de Jair Bolsonaro, que acampavam em Brasília.
Depois de ter sido alvo de busca e apreensão, no fim de maio, Sara publicou um vídeo afirmando ter vontade de “trocar socos” com Moraes e prometendo infernizar a vida do ministro e persegui-lo. Em seguida, no dia 31 de maio, liderou um protesto em frente ao STF.
Foi a manifestação que fez, no início de junho, o prefeito de Salvador e presidente do Democratas - partido de filiação de Sara -, ACM Neto, expulsar a ativista da legenda após "movimentos de desrespeito à democracia", nas palavras do próprio político.

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga