» » » Queiroz negocia delação premiada com o Ministério Público, diz canal de notícias

Crédito da Foto: arquivo/SBT
O ex-policial militar e ex-assessor do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, está negociando uma delação premiada com o Ministério Público do Rio de Janeiro. A informação é do canal CNN.
De acordo com a CNN, fontes envolvidas na investigação - de nomes não revelados - dizem que a maior preocupação de Queiroz é com a família dele. O ex-assessor quer garantias de proteções no processo para a esposa, Márcia Aguiar, considerada foragida desde o dia 18 de junho, e para as filhas, Nathalia e Evelyn Mello. Todas são investigadas no "esquema da rachadinha" - prática em que funcionários dos gabinetes devolvem parte de seus pagamentos aos políticos e assessores.
Conforme o MP-RJ, a maior parte do dinheiro recebido pelas três mulheres foi depositado na mesma conta corrente que Queiroz usava para gerenciar as rachadinhas.
O ex-asssessor de Flávio também também pede para cumprir prisão domiciliar. Porém, segundo a CNN, a negociação está "arrastada" porque os promotores querem garantias de que Fabrício Queiroz tenha informações novas.
Por enquanto, os advogados do casal aguardam os julgamentos dos habeas corpus dos dois. O pedido para Queiroz já foi rejeitado no Plantão Judiciário no último sábado (20/6), mas, sem análise do mérito, o que deve acontecer nos próximos dias. Na sequência, será a apreciação do pedido de soltura de Márcia. 
Nessa quinta-feira (25/6), a terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio decidiu que a primeira instância não tem competência para analisar casos relativos a Flávio Bolsonaro pois, na ocasião da denúncia, em 2018, ele ainda era deputado estadual. Os pedidos de prisão provisória de Queiroz e Márcia seguem válidos, assim como as provas coletadas durante a investigação.

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga