» » Dezenove dias após homenagem por ter se curado da Covid-19, idosa morre pelo vírus

Família acredita que idosa foi infectada no hospital.
Foto: Arquivo pessoal
Uma idosa de 92 anos morreu, na última segunda-feira (20), por complicações causadas pelo novo coronavírus 19 dias depois de ter recebido alta no hospital e ganhado homenagem por ter supostamente se curado do vírus. Ela estava internada no Hospital Municipal Evandro Freire, na Ilha do Governador, localizada na Zona Norte do Rio de Janeiro.


No dia 1º de julho, Rosa Neves recebeu alta no hospital e ganhou uma placa onde havia escrito “Eu venci a Covid”, porém a família de Rosa afirma que jamais recebeu o laudo do exame confirmando a cura.
A família da dona de casa também acredita que ela deu entrada no hospital apenas com um mau-estar e que pegou foi infectada na unidade. Eles ainda alegam que, após a idosa chegar em casa, quatro dos familiares testaram positivo para a doença.
Ao jornal Folha de S. Paulo, a filha de Rosa, Eliene Pereira dos Anos, de 66 anos, afirmou também que, no mesmo dia em que recebeu alta, a idosa testou negativo para a doença. “Acreditamos que ela estava recém-infectada e o laudo não constatou a doença”, disse.
Em nota, a direção do Hospital Municipal Evandro Freire se solidarizou com a família pela morte da idosa e disse que é impossível saber a origem do contágio, mas garantiu que Rosa deu entrada no hospital apresentando sintomas compatíveis com a Covid-19, no dia 24 de junho, e portanto, foi tratada como paciente suspeita da doença.
“Todos os protocolos foram seguidos e não é possível avaliar onde dona Rosa foi infectada. O tratamento de dona Rosa seguiu rigorosamente o protocolo do Ministério da Saúde, que determina que todo caso suspeito seja tratado como tal, independentemente do resultado do exame específico para detectar o vírus”, diz parte da nota.
“A paciente teve alta sete dias depois da internação porque apresentava melhora em seu quadro clínico e já tinha completado 14 dias do início dos sintomas. Durante o tempo em que ficou no Evandro Freire, Dona Rosa esteve internada na enfermaria- local destinado aos pacientes com quadros menos graves”, continua.
A Prefeitura de Duque Caxias também informou que a idosa deu entrada no hospital, exclusivo para pacientes com Covid-19, através da Regulação, com acometimento pulmonar de 30% a 50%, tendo o exame clínico compatível com a doença.

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga