» »Unlabelled » Políticos lamentam a morte do ex-governador Roberto Santos

Ex-reitor da Ufba tinha 94 anos e estava internado com problemas renais.

Foto: divulgação/ALB

Políticos baianos se manifestaram nesta terça-feira (09) e lamentaram a morte do ex-governador, ex-reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e médico Roberto Figueira Santos, de 94 anos. O político, figura histórica do MDB, estava internado com problemas renais. O ex-governador era filho do primeiro reitor e fundador da Ufba, Edgard Santos.

O ex-prefeito de Salvador ACM Neto lamentou a morte de Roberto Santos. Para o democrata, ele “fez da simplicidade a sua marca registrada”. “A Bahia e o Brasil perderam um grande homem público, que fez da simplicidade a sua marca registrada. Em todos os cargos que exerceu, de deputado a governador, de ministro a reitor da Universidade Federal da Bahia, o professor Roberto Santos contribuiu muito para projetar Salvador e a Bahia”, afirmou ACM Neto.

O secretário estadual do Planejamento da Bahia, Walter Pinheiro (PT), também lamentou a morte do político. “O ex-governador Roberto Santos nos deixa um legado importante, construído ao longo de sua vida e que vai permanecer vivo em nossa memória. Além de governador, foi médico, professor, cientista, ministro e deputado federal. Inclusive trabalhamos juntos na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara de Deputados, quando fui incentivado por ele a militar em prol desta importante área para o desenvolvimento do nosso estado”, disse.

Para o prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), Roberto Santos teve uma importância histórica na reconstrução democrática do país na década de 1980. “Roberto Santos teve importância fundamental na história da Bahia. Foi um ser humano comprometido com o desenvolvimento de nosso estado, principalmente nos setores de Educação e Saúde. Seu nome ficará registrado como um dos principais líderes da recente história da Bahia e do Brasil. Quero expressar os meus sentimentos aos seus familiares e amigos nesse momento de dor”, afirmou.

Já o governador da Bahia, Rui Costa (PT), declarou que o político “deu grande contribuição ao desenvolvimento do estado e nos deixa um legado de muito trabalho, respeito aos baianos e valorização da ciência”. “Com profundo pesar, recebi a notícia do falecimento do ex-governador Roberto Santos. Médico, professor e ex-reitor da Universidade Federal da Bahia, Doutor Roberto Santos deu grande contribuição ao desenvolvimento do estado e nos deixa um legado de muito trabalho, respeito aos baianos e valorização da ciência. Meus sentimentos aos seus familiares e amigos por esta grande perda. Decreto três dias de luto oficial na Bahia pela morte de Doutor Roberto Santos”, lamentou nas redes sociais.

O senador Jaques Wagner também lamentou a morte do político. “Perdemos hoje uma pessoa exemplar, como agente público e como ser humano. Teve uma vida íntegra, dedicada a fazer o bem para os baianos, especialmente na educação, ciência e tecnologia. Eu e Fátima nos solidarizamos com os familiares e amigos do governador Roberto Santos”, escreveu.

O vice-governador João Leão se pronunciou e afirmou que recebeu a notícia da morte do ex-governador “com muita tristeza”. “Com o Dr. Roberto Santos, caminhamos juntos pelo interior da Bahia onde aprendi com ele a fazer política voltada a cuidar de pessoas. Obrigado querido mestre pelos ensinamentos políticos e humano. Meus sentimentos aos familiares e amigos do Dr. Roberto Santos que tanto nos orgulhou”, afirmou.

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga