» » Caso Dr. Andrade: médico preso almoçou e consolou familiares da vítima após homicídio

 

Fotos: Instagram do acusado

Acusado de matar o colega de profissão Andrade Lopes Santana, de 32 anos, o médico identificado nas redes sociais como “Dr Junior CBA” foi preso na sexta-feira (28/05). Conforme a Polícia Civil, ele confessou o crime. O profissional de saúde formado em uma universidade da Bolívia teve a prisão temporária decretada por 30 dias pela juíza titular da Vara do Júri de Feira de Santana.

O corpo da vítima foi encontrado pela manhã no Rio Jacuípe, no município de São Gonçalo dos Campos. Andrade havia desaparecido na segunda-feira (24/05), depois de sair de Araci, a 220 km de Salvador, com destino a Feira de Santana. Natural do Acre, o médico teve o corpo amarrado a uma âncora, também localizada pelos policiais.

Dr. Andrade Lopes Santana foi morto de forma bárbara

“Dr Junior CBA” foi capturado em sua residência, no bairro Santa Mônica, em Feira de Santana. Nas redes sociais, conforme levantamento do Informe Baiano, o homem gostava de exibir fotos com revólver e até submetralhadora. E foi justamente uma arma de fogo que teria motivado o crime.

Familiares e amigos do médico morto revelaram em áudios divulgados em grupos de WhatsApp que “Dr Junior CBA” vendeu uma pistola ‘Glock’ para a vítima, mas depois voltou atrás e pediu a arma de volta. Dr. Andrade, então, teria cobrado 9 mil reais, o que gerou a desavença e o homicídio bárbaro. O acusado ainda consolou e ajudou os parentes de Dr. Andrade após o crime. No enterro, ele chegou a chorar.IB


About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga