» » Retomada das aulas presenciais em Camaçari volta a ser tema de reunião

O retorno às aulas presenciais para os profissionais docentes e não docentes, das redes pública e privada, de maneira segura em meio à pandemia foi mais uma vez tema de reunião e foi realizada na manhã desta quarta-feira (5/5), no gabinete do prefeito Elinaldo Araújo. Na pauta, a vacinação de 100% destes trabalhadores, com a primeira dose, para que a retomada seja realizada ainda nesse semestre.

Na oportunidade, o prefeito Elinaldo Araújo recebeu os proprietários do Centro Educacional Villa Global Education, Viviane Brito Silva e José Eugênio Barreto. A unidade de ensino destinada à educação infantil, além dos ensinos fundamental e médio, inaugurou uma filial recentemente no distrito de Vila de Abrantes.

Durante o encontro, os proprietários do centro educacional expuseram as demandas mais urgentes sobre o tema, no que diz respeito aos interesses das escolas particulares, sobretudo, as dificuldades que estão enfrentando, e aproveitaram para pedir o apoio da administração municipal em tudo que tange a volta às aulas.

A educadora Viviane Silva fez questão de ressaltar que eles não escolheram, à toa, Camaçari para instalar a segunda unidade da escola. “Antes de tudo levamos em conta e avaliamos a seriedade pela qual a administração municipal leva as questões, sobretudo, de educação no município. Essa maturidade politica é que nos trouxe até aqui”, pontuou ao dizer ainda que a equipe do centro educacional está aberta e disposta a ajudar no que for preciso para o desenvolvimento de Camaçari, “mas para isso, precisamos retomar as atividades o quanto antes”, concluiu.

Sensível às questões relacionadas à volta às aulas e, em especial, à vacinação dos profissionais da educação, o prefeito Elinaldo decidiu encontrar caminhos, do ponto de vista legal, a fim de buscar isonomia em relação às demais cidades, que já retornaram as aulas presenciais, e aplicar no município. “Pretendo fazer as coisas de maneira alicerçada e juridicamente embasada. Além disso, é imprescindível estar alinhado com sindicatos dos Professores do Município e dos Servidores Públicos de Camaçari, com os conselheiros da Educação e o Ministério Público do Trabalho para que não haja contestação da decisão”.

Desta forma, o chefe do Executivo Municipal determinou que a Procuradoria Geral construa uma solução jurídica, pautada em critérios técnicos, alinhado com a Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que busque uma saída legal para vacinar imediatamente 100%, com a primeira dose, todos os profissionais da educação do município, docentes e não docentes, das redes pública e municipal, visando, assim, a retomada ainda nesse semestre.

A CIB é um espaço intergovernamental, político e técnico em que ocorrem o planejamento, a negociação e a implementação das políticas de saúde pública. As decisões se dão por consenso (e não por votação), o que estimula o debate e a negociação entre as partes. A comissão pactua a organização e o funcionamento das ações e serviços de saúde integrados em redes de atenção à saúde, no âmbito dos estados, vinculadas às Secretarias Estaduais de Saúde para efeitos administrativos e operacionais.

Ainda participaram da reunião os secretários da Saúde, Elias Natan, e da Educação, Neurilene Martins, além do procurador Geral do Município, Bruno Nova, e o presidente da Câmara de Vereadores, Júnior Borges.

Foto: Tiago Pacheco


Agência de Notícias
Coordenadoria de Jornalismo e Imprensa
Diretoria de Comunicação - Prefeitura de Camaçari

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga