» » » Morre, aos 91 anos, Boris Tabacof, comunista na juventude e empresário de sucesso

 

Foto: Reprodução/Comissão da Verdade

Morreu na última terça-feira (15), aos 91 anos, o empresário Boris Tabacof. A informação foi confirmada pela companhia de papel e celulose Suzano, da qual ele foi fundador e presidia o conselho de administração.

Filho de imigrantes judeus russos, Boris Tabacof nasceu em 28 de julho de 1929, na Bahia. Na juventude foi filiado ao Partido Comunista do Brasil (PCB). Em 1950, se formou em engenharia civil na Universidade Federal da Bahia (Ufba). 

Em 1952, já no governo considerado democrático de Getúlio Vargas, foi confinado e torturado por vários dias em celas no Forte do Barbalho, em Salvador. Anos depois, em 2013, foi a primeira pessoa a relatar à Comissão Nacional da Verdade as torturas cometidas por integrantes do Estado antes da ditadura militar.

Tabacof também foi secretário da Fazenda do Estado dos governadores Lomanto Junior e de Luiz Viana Filho, além de professor de economia na Universidade Católica de Salvador. A partir de 1970, iniciou a sua vida empresarial no Grupo Safra, como diretor superintendente. Seis anos depois, foi para a Suzano, onde permaneceu até o fim da sua carreira.


About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga