» » Secult destaca principais trabalhos do primeiro semestre de 2021

Os primeiros meses de gestão da Secretaria da Cultura (Secult) foram marcados por desafios mediante a pandemia da covid-19.  Neste período, foram realizados pela equipe da Comissão Especial de Avaliação da Secretaria de Cultura (CEASC) atendimentos virtuais e presenciais agendados, para melhor acolher a comunidade cultural e sanar dúvidas referentes à Lei Aldir Blanc, que disponibilizou recursos no total de R$ 2,3 milhões para a manutenção de espaços artísticos e culturais, além dos acompanhamentos e orientações nas ações de contrapartida.

Os proponentes do primeiro Edital de Apoio à Cultura que residem na zona rural e na costa do município, como Arembepe, Açu da Capivara, Barra do Pojuca, Vila de Abrantes e Guarajuba receberem todo suporte, antes, durante e após a concretização dos seus projetos, além de orientações sobre o Mapa Cultural, inscrições em editais, elaboração de prestação de contas dos recursos recebidos do Fundo Municipal de Cultura, emissões de certidões municipais, acompanhamento das atividades relacionadas aos projetos culturais e visitas periódicas nas comunidades tradicionais e aos grupos culturais.


Importante conquista no primeiro semestre de 2021 foi a elaboração e aprovação do Projeto de Lei que viabiliza benefício para os trabalhadores do segmento cultural que têm sofrido com os impactos da pandemia. A iniciativa é resultado do diálogo entre as secretarias da Cultura, do Governo (segov) e do Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes) e teve a participação da sociedade civil.

Após votação e aprovação na Câmara de Vereadores, teve início o Cadastro Municipal de Cultura para viabilizar o requerimento do benefício por parte dos trabalhadores, que prevê o pagamento no total de R$ 900, dividido em três parcelas de R$ 300, um investimento de quase meio milhão de reais, assegurado com recurso municipal. Os pagamentos serão efetuados em cinco lotes, cujo o primeiro já foi realizado. A é ação conjunta, e fica a cargo da Sedes o recebimento e avaliação da parte documental e pagamento.

Como parte das ações do programa Vamos Ler Camaçari, foi lançado o Café Cultural, um bate-papo on-line com profissionais das áreas de saúde, educação, literatura, artes e cultura, abordando temáticas relacionadas à sua área de atuação, programação que se mantém semanalmente. Foi lançado também a primeira edição da “Ciranda Cirandinha”, ação que tem como objetivo desenvolver as capacidades físicas e sociais das crianças, através de oficinas de leitura, música, artesanato, pintura e brincadeiras.  Além disso, o Conservatório de Música, ofertou oficinas gratuitas e palestras virtuais com o primeiro Encontro de Chorinho, projeto que fez alusão ao Dia Nacional do Choro.

A Cidade do Saber e a Estação Cidadania, no Phoc III, iniciaram o ano letivo com a oferta de novas vagas para os cursos culturais e esportivos através de oficinas on-line para novos alunos. Já através das ações do Programa Cultura Todo Dia, a Secult fez a entrega dos fardamentos para as alunas do curso de Balé da Cidade do Saber. Os kits são compostos por sapatilha, meia-calça, collant e saia.

A reunião extraordinária do Conselho Municipal de Cultura na Câmara de Vereadores para apreciação e votação do relatório final do projeto de tombamento da Igreja do Divino Espírito Santo, em Vila de Abrantes, também marcou o primeiro semestre de 2021. A ação é financiada pelo Fundo Municipal de Cultura com vista a resgatar e salvaguardar a cultura e a história da oitava igreja mais antiga do Brasil. Mediante a apresentação do projeto, após abertura da votação, foi aprovado por unanimidade pelos conselheiros presentes.
A Prefeitura de Camaçari, através da parceira entre a Associação Pracatum e BASF, por meio da campanha “Somos um só, juntos, nessa rede solidária”, recebeu a importância de R$ 20 mil investidos na aquisição de 175 cestas básicas que foram distribuídas pela Secult aos trabalhadores do segmento cultural, entre sede e costa do Município.

Durante os primeiros seis meses do ano, especificamente entre os meses de maio e junho, foram executados os projetos contemplados no edital emergencial de cultura, através de uma programação semanal que compõe a agenda cultural, divulgada e executada nas plataformas digitais da Secult. Os projetos são as contrapartidas dos proponentes aprovados no edital que foi lançado no ano de 2020, e que teve como objetivo o fomento e o giro da economia da cultura local.
Focado na preservação da estrutura do complexo esportivo, cultural e educacional da Cidade do Saber, o prefeito Elinaldo Araújo se reuniu com as titulares das secretarias da Infraestrutura (Seinfra), Joselene Cardim, e da Cultura, Márcia Tude, com o intuito de dialogar sobre a execução de melhorias na infraestrutura da unidade que assiste aproximadamente cinco mil alunos. O objetivo da reunião foi reavaliação do processo licitatório, inviabilizado diante do aumento de preços que ficaram defasados mediante a pandemia.

Diante disso, foram apresentados dados orçamentários e relatórios sobre o preço elevado dos insumos destinados para a construção civil, fator que dificulta a aquisição de materiais considerados fundamentais para intervenções em prédios públicos. Consequência do desequilíbrio econômico do país, tornou-se necessária a formalização de um novo termo de referência destinado às melhorias na estrutura da Cidade do Saber, que abrange o ginásio, teatro, novos vestiários e manutenção dos demais espaços do equipamento.

Foto: Dicom/PMC

--
Agência de Notícias
Coordenadoria de Jornalismo e Imprensa
Diretoria de Comunicação - Prefeitura de Camaçari

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga