» » » Sedes apresenta balanço do terceiro trimestre de 2021

No período dos nove meses já corridos do ano de 2021, a Secretaria do Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes) não mediu esforços e segue dando continuidade ao intenso trabalho, que tem como finalidade atender e melhorar a vida das famílias que estão em situação de vulnerabilidade social.  Neste terceiro trimestre, a Sedes atendeu aproximadamente 35 mil famílias, nos diversos serviços que são ofertados pela pasta.

Neste período também foram realizadas novas edições das ações itinerantes, a exemplo do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) na Comunidade, que tem como objetivo se aproximar e levar para as localidades mais distantes os serviços oferecidos pela Proteção Social Básica. A Sedes também executou o pagamento do Auxílio Cultura Todo Dia, que contemplou mais de 530 pessoas.

A pasta é responsável por implantar, coordenar, executar, controlar e avaliar as políticas de assistência e promoção social. Além de assegurar o respeito às diferenças e o acesso a serviços direcionados à proteção básica e especial, como também à promoção de medidas que visam a melhoria da qualidade de vida da população carente.

Entre julho e setembro, foram entregues 4.493 benefícios eventuais, que são os vales-gás, auxílio aluguel, cesta básica, auxílio passagem, kit enxoval, auxílio documentação, além de colchões e cobertores. Os benefícios eventuais são destinados às famílias ou cidadãos em situação de vulnerabilidade temporária ou em caso de calamidade pública, em que os mesmos não conseguem arcar com a própria manutenção e sobrevivência.

O município já alcançou a meta de atendimento do Cadastro Único/Bolsa Família. Atualmente mais de 27 mil famílias são beneficiárias do programa e mais de 74 mil pessoas são beneficiadas diretamente. No terceiro semestre, a cobertura foi de 121% em relação à estimativa de famílias atendidas.

Neste período também foram realizadas 16 edições do projeto Bolsa Família Itinerante. A ação leva para as comunidades mais distantes do Centro serviços de atualização cadastral dos benefícios sociais federal, a exemplo do próprio Bolsa Família, Tarifa Social de Água, Tarifa Social de Energia Elétrica e Carteira do Idoso. Cerca de 10 mil famílias aproximadamente foram atendidas.

No terceiro semestre, o serviço de atendimento às pessoas com deficiência realizou 3.535 atendimentos presenciais e 61 carteiras do passe livre foram entregues. Para população surda, especificamente, foram feitos 93 atendimentos presenciais, 106 virtuais e 145 externos.
                                     
O serviço tem como objetivo orientar os usuários sobre o passe livre municipal, intermunicipal e interestadual, além de acompanhar o processo de solicitação do mesmo, que é feito nas unidades do CRAS.

Entre julho e setembro, o Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM) Yolanda Pires, unidade que oferece orientação, atendimento psicossocial à população feminina e encaminhamento jurídico, por meio de uma equipe multidisciplinar especializada composta por psicóloga, assistente social e advogada, realizou um total de 336 atendimentos psicológicos, jurídicos e sociais.
O Banco de Alimentos atendeu no período citado, após captação e doação de alimentos, uma unidade do CRAS e 18 instituições cadastradas no Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (COMSEA) e que estão com suas ações e atividades em pleno funcionamento.  O equipamento tem como missão, promover o direito à alimentação adequada e saudável, com acesso regular e permanente do alimento de qualidade e em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso à outras necessidades essenciais.

Responsável pela oferta de serviços à população em situação de rua, o Centro POP, manteve no terceiro trimestre, aproximadamente, 50 atendimentos diários. Na unidade, os assistidos têm acesso à higienização pessoal, usufruem da oferta de alimentação, recebem informação e orientação em relação aos seus respectivos direitos e acesso aos benefícios socioassistenciais, além disso, também podem receber os encaminhamentos necessários para dar entrada na documentação pessoal, atendimento jurídico e psicossocial.


O Centro de Assistência Judiciária e Cidadania (Cajuc), órgão que presta assistência jurídica integral e gratuita aos camaçarienses, que comprovam insuficiência de recursos para arcar com as custas processuais e honorários advocatícios, atendeu nesse terceiro trimestre mais de 3.200 pessoas, para diferentes tipos de ações, a exemplo de divórcio consensual e litigioso, conversão de separação em divórcio, pensão alimentícia, ação de guarda, ação de adoção, ação de interdição (Curatela), alvará, inventário consensual, dissolução de união estável (cumulada ou não com o reconhecimento da união, inclusive, post mortem), retificação de registro de nascimento, ações contra a Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A. (Embasa) e a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), em caso de corte do serviço ou cobrança indevida.

Foto: Arquivo

Agência de Notícias
Coordenadoria de Jornalismo e Imprensa
Diretoria de Comunicação - Prefeitura de Camaçari

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga