» » Velório do vaqueiro 'Pimpão' é marcado por grande comoção de amigos e familiares

Ele foi assassinado após reagir a um assalto.

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

O morador do bairro Jardim Cruzeiro, José Antônio Santos Freitas que foi assassinado por volta das 20h40 de ontem (30), no mesmo bairro, quando estava em um bar na Travessa Petrolina após reagir a um assalto, era uma pessoa muito conhecida na cidade e também atuava como vaqueiro, participando de muitos eventos de vaquejada e envolvendo exposições de animais. Ele era chamado de vaqueiro “Pimpão” e durante o velório realizado no Centro de Velório Gilson Macedo, amigos e familiares lamentaram profundamente a sua perda.

Antônio Sales de Jesus contou ao Acorda Cidade que era amigo de ‘Pimpão’ de longas datas e o acompanhou em muitas vaquejadas.

“Perdi um irmão. Um amigo de mais de 20 anos e que todos gostavam. Ele era campeão de vaquejadas e muito respeitado por onde passava”, acrescentou.

José Vasconcelos, que também tinha amizade com ‘Pimpão’ contou que esteve com ele desde o início da sua trajetória de vaqueiro. Para ele, o sentimento com o amigo era de irmandade.

“Eu tinha uma pista de vaquejada e ele começou correndo lá. Depois se tornou profissional. Hoje estamos vendo uma uma tragédia”, completou emocionado.

Compadre e amigo do vaqueiro, Antônio Cardoso relatou que espera que a Polícia Civil elucide o mais rápido possível o crime que vitimou ‘Pimpão’.

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade | Amigos lamentam a perda do vaqueiro

“Eu o conhecia desde pequeno. Perdi um amigo, compadre, irmão e camarada. Uma pessoa que era amada por todos. Ganhava muitos prêmios nas vaquejadas e era um grande homem. Que Deus o coloque em um bom lugar”, completou.

Segundo Antônio, ‘Pimpão’ deixa esposa e três filhos.

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

Com informações: Acorda Cidade.

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga