» » PRF registra 14 mortes em rodovias federais da BA no fim de semana do Réveillon

Mais de 700 autos de infração foram emitidos por ultrapassagem proibida.

Foto: PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Bahia finalizou, às 23h59 de domingo (02), a Operação Ano Novo. Iniciada na última quinta-feira (30/12), a PRF intensificou a fiscalização e os esforços foram voltados à segurança viária, prevenção e redução da gravidade dos acidentes de trânsito e à garantia da mobilidade nas rodovias do país.

Durante os quatro dias da operação, a PRF na Bahia contou com reforço nas equipes e concentrou seu efetivo ao longo dos principais pontos de acidentalidade e incidência de práticas criminosas.

O balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF) quanto à violência no trânsito nas rodovias federais acende um sinal de alerta para a necessidade de mais prudência e educação por parte de todos.

A PRF atua com o objetivo de coibir as infrações de trânsito e preservar vidas, mas para conseguir esse objetivo, é necessário que todos colaborem, sendo cauteloso e conscientes. O respeito às leis de trânsito é primordial para alcançarmos um trânsito seguro.

Este ano, durante os quatro dias da Operação Ano Novo a PRF na Bahia registrou um total de 36 acidentes. Destes, 15 foram acidentes graves, quando resultam em, pelo menos, um óbito ou ferido gravemente. De quinta-feira (30/12) até às 23h59 de domingo (02/01), 14 pessoas perderam a vida durante os quatro dias nas estradas baianas. Já o número de feridos totalizou 86 pessoas.

50% dos óbitos foram registrados em dois acidentes na BR-101

Das 14 mortes registradas durante o período da operação, sete delas ocorreram em 2 acidentes que aconteceram no dia 31/12/2021. O primeiro acidente ocorreu às 07h30, em Correntina (BR 349) e foi provocado em virtude de colisão traseira entre dois ônibus. Quatro pessoas morreram. Já por volta das 21h30, em Cruz das Almas (BR-101), três ocupantes de um veículo de passeio perderam a sua vida, após o carro colidir com objeto fixo.

Os demais óbitos ocorreram na BR-101 (5); BR-116 (1) e BR-235 (1).

Entre as causas dos acidentes no período, a maioria teve relação com a conduta dos motoristas ou pedestres, como a falta de atenção à condução, não guardar distância de segurança, desobediências às normas de trânsito e ultrapassagem indevida.

Segurança viária

Neste feriado prolongado, as atividades desenvolvidas pela instituição foram focadas principalmente os relacionados as condutas de ultrapassagens proibidas, à embriaguez ao volante, controle de velocidade, ao não uso do cinto de segurança e demais dispositivos de retenção obrigatórios, ao uso do celular ao volante, condições de conservação dos veículos, ao transporte de carga e trânsito irregular de motocicletas e ciclomotores.

Durante as abordagens, os policiais buscaram conscientizar motoristas e passageiros a respeito de condutas prudentes no trânsito, como por exemplo, a importância do uso do cinto de segurança, da acomodação correta das bagagens, do bom estado de conservação e regularização do veículo e, claro, da obediência às leis de trânsito.

Apesar de todo o trabalho educativo, muitas pessoas se arriscaram e colocaram a vida de outras pessoas também em risco. Nestes quatro dias de Operação a PRF autuou 3.251 condutores cometendo infrações diversas.

Foram fiscalizados um total de 5.452 veículos e 6.699 pessoas no período da operação, nos cerca de dez mil quilômetros de rodovias federais da circunscrição da PRF na Bahia.

Para evitar acidentes, os policiais retiraram 29 animais de grande porte das rodovias e prestaram 74 auxílios a motoristas, que tiveram panes nos veículos ou outras dificuldades.

A pressa também fez muita gente ultrapassar de forma proibida. De 30/12 a 02/01 foram 764 autos extraídos desse tipo de infração. Esse tipo de ultrapassagem é responsável pela maioria dos acidentes do tipo colisão frontal, onde o motorista não consegue efetuar em tempo a manobra de ultrapassagem ou força a ultrapassagem, colidindo frontalmente com o veículo que está trafegando no sentido contrário.

Durante as abordagens, foram realizados 2.938 testes com etilômetro (aparelho utilizado para aferir a quantidade de álcool ingerido pelo condutor, conhecido popularmente como bafômetro), o que resultou no flagrante de 34 motoristas que assumiram o volante depois de consumir bebida alcoólica.

O uso dos equipamentos de segurança obrigatórios também estiveram no foco das fiscalizações. A PRF também emitiu 44 autos de infração para motociclistas ou passageiro sem capacete. Perigo também geraram os 6 motoristas que usavam o celular enquanto dirigiam, o que gera distração e risco de acidentes. Obrigatório não só para o motorista, mas também para todos os ocupantes do veículo, o cinto de segurança, ou melhor, o não uso dele gerou mais de 233 autuações. Quando o alvo das fiscalizações foi a criança sem cadeirinha, 48 autos foram emitidos.

O fato de o motociclista não usar o capacete ou pessoas não usarem cinto de segurança em automóveis é determinante na gravidade dos acidentes.

No total, 171 veículos foram recolhidos ao pátio da PRF, por diferentes irregularidades seja na documentação, ou no estado de conservação e até ausência equipamentos obrigatório.

Enfrentamento a criminalidade

Durante os cinco dias da operação, a PRF na Bahia recuperou 05 veículos e 12 pessoas foram detidas por diversos crimes.

Mobilização continuará até o fim do Carnaval

A PRF na Bahia continuará mobilizada até o fim do Carnaval, empenhada nas ações do Programa Rodovida. Durante esse período empregará reforço na fiscalização, considerando que durante o verão e as férias de início de ano aumenta de forma considerável o número de veículos em trânsito nas rodovias que levam a diversos destinos turísticos do interior e do litoral.

A Operação Ano Novo está inserida entre as ações do Programa Rodovida 2021/2022, tendo como foco a redução da violência nesta época do ano, com aumento do fluxo de veículos e de passageiros, em função das férias escolares e das festividades de fim de ano e Carnaval. A ideia é sensibilizar cada um dos atores do trânsito a respeito do seu papel, das suas obrigações e os cuidados necessários para proteger a vida.

Fonte:acordacidade

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga