» » Cidades atingidas pelas chuvas na Bahia recebem mais de 30 médicos

Profissionais de saúde chegam para minimizar os efeitos do contato com as águas das enchentes e socorrer os feridos durante a catástrofe ambiental.

Foto: Divulgação

Para ampliar a assistência em saúde aos municípios mais afetados pelos temporais que atingiram a Bahia durante os meses de novembro e dezembro, trinta e um médicos desembarcaram no posto de atendimento avançado montado pelo Governo da Bahia em Ilhéus e se deslocaram para vinte e duas localidades na manhã desta segunda-feira (03). Vinte e três profissionais foram enviados pelo Ministério da Saúde, e a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) mobilizou mais oito integrantes do quadro funcional da pasta para reforçar o atendimento aos moradores das regiões afetadas.

Os trabalhadores de saúde atuarão em Amargosa, Ibicuí, Itarantim, Jiquiriçá, Ubaíra, Gandu, Itajuípe, Piraí do Norte, Dário Meira, Teolândia, Canavieiras, Apuarema, Nova Ibiá, Ibicaraí, Angical, Paratinga, Wanderley, Cotegipe, Jucuruçu, Itamaraju, Prado e Medeiros Neto. Além de socorrer os feridos pelas consequências das enchentes, a equipe distribuída pela Sesab em parceria com o Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde da Bahia (Cosems-BA) irá atuar na prevenção de doenças transmissíveis por águas insalubres, como cólera, leptospirose, hepatite, diarreia e febre tifoide.

O receptivo aos profissionais foi feito num evento com a participação do ministro Queiroga, da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos Damares Alves e do ministro da Cidadania João Roma. “Estamos fazendo justamente o melhor dentro das providências que de fato transformam a realidade das pessoas que estão sofrendo nesse momento. O que ocorreu na Bahia no final do mês de dezembro foi uma calamidade de grandes proporções”, frisou Roma. “Já são quase R$ 20 milhões repassados fundo a fundo diretamente para os municípios baianos, que precisam de reforço nesse momento, muito além do recurso financeiro. Esse aumento na quantidade de médicos fará toda a diferença”.

Dentre as providências do Governo Federal para o momento, estão o envio de 5 milhões de insumos para o combate às arboviroses, e 190 mil vacinas entre Influenza, hepatites A e B e antirrábica humana, além de 4,2 toneladas de medicamentos básicos suficientes para 25 mil pessoas. A secretária em exercício Tereza Paim ressaltou a importância de ampliar a rede de apoio aos moradores dessas cidades castigadas pelas águas. “Buscamos uma equidade com foco nos municípios muito afetados e com a população desabrigada e desalojada. Periodicamente novas avaliações serão feitas, a fim de incluir novos municípios”, assegurou a titular da Sesab.

Além do reforço no quadro médico, as estratégias de amparo à população vitimada pelas chuvas realizadas pela Saúde estadual incluíram reposição nos estoques de medicamentos e vacinas perdidos nas enchentes e ações preventivas nas comunidades. A prioridade nos atendimentos vai sendo definida através de planilhas encaminhadas pelos municípios, com maior ênfase onde Unidades Básicas de Saúde foram perdidas nas enchentes e tiveram o acesso aos serviços médicos mais prejudicado. “É muito importante acolher as pessoas em abrigos e, de forma preventiva, fazer a saúde para que as pessoas não sejam atingidas por leptospirose, tétano e todas as doenças que vêm logo em seguida a todos esses desastres”, disse Tereza Paim.Fonte:Tribuna da Bahia


About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga