» » DTE de Feira de Santana apreendeu cerca de 9 milhões de reais em drogas

Ao todo, cerca de 20 operações foram realizadas neste ano.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade (Arquivo)
A Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), através do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) da Polícia Civil de Feira de Santana, realizou nesta semana, o balanço das operações que aconteceram neste ano de 2021.

Ao todo, 20 operações de combate ao tráfico de entorpecentes foram deflagrados no município, contabilizando 260kg de cocaína avaliados em cerca de R$ 9 milhões, além de 700kg de maconha, 10 armas de fogo e três laboratórios de refino de cocaína que foram desmontados.

Em entrevista ao Acorda Cidade, o delegado titular da DTE, Deivid Lopes, destacou que comparado ao ano de 2020, houve um aumento substancial no número de apreensões.


Foto:Aldo Matos/Acorda Cidade

"Esta é uma avaliação positiva que a gente faz do comparativo de 2020. Tivemos um aumento substancial no número de apreensões na quantidade de substâncias entorpecentes apreendidas, dando um prejuízo grande aos agentes do tráfico. A gente faz um cálculo aproximado de R$ 9 milhões em termos de prejuízo e é muito importante salientar que dentro dessas 20 operações durante o ano, nós desarticulamos três laboratórios de cocaína aqui mesmo em Feira de Santana. Eram locais que estavam produzindo a droga e distribuindo para os bairros aqui da cidade e com essa desarticulação, a gente consegue evitar não só a distribuição, como também a produção de novos entorpecentes", afirmou.

Ainda de acordo com o delegado, o apoio da população também soma como grande importância no trabalho que é feito pelos investigadores.

"A gente vem se esforçando ao longo desse tempo, é um trabalho muito delicado, já que no ano de 2020, foram 40kg de maconha e 15kg de cocaína, mas os policiais estão nas ruas o tempo inteiro sempre verificando as informações que são prestadas com o apoio da população e nisso, vamos acreditando naquilo que a população aceita. Conseguimos grandes apreensões, inclusive em uma delas, essa quantidade de 700kg de maconha que acabou concretizando em Senhor do Bonfim e identificamos o local de origem da droga sendo apreendida aqui em Feira de Santana, é um trabalho árduo, muito difícil, mas que os policiais vem desenvolvendo com muita maestria", disse.

Além de todas as substâncias apreendidas, o delegado também frisou a importância da retirada de circulação de armas de fogo.

"Esse é um ponto importante para ressaltar que não apenas as drogas apreendidas, mas também, a gente consegue tirar de circulação as armas de fogo, armas com grande potencial letal e que poderiam ter sido utilizadas em crimes violentos, crimes de roubos contra o patrimônio e em geral, mas é uma contribuição que a Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes faz para a segurança pública aqui em Feira de Santana, tanto que quando a gente consegue prender estes agentes do tráfico, trazemos um pouco mais de tranquilidade para as pessoas daquele bairro, daquela localidade, porque a gente verifica muito isso que ao longo das prisões, a população agradece pela retirada de determinados indivíduos da região", informou ao Acorda Cidade.

O delegado Deivid Lopes ressaltou o trabalho que é realizado também por outras forças policiais, como a Polícia Rodoviária Federal (PFR) e Polícia Militar (PM), que durante as operações, apreendem drogas e armas de fogo com frequência.
Em 2020, foram apreendidas pela PRF e pela PM, 187kg de cocaína e 679kg de maconha, além de 295 ocorrências com apresentação de drogas.
Neste ano, foram 301 ocorrências com a apresentação de 343kg de cocaína e 440kg de maconha.

De acordo com o delegado, houve uma intensa fiscalização nas estradas no sentido de evitar o transporte destes entorpecentes.

"No ano de 2020 houve uma grande fiscalização principalmente nas estradas com relação ao transporte do deslocamento dos entorpecentes. Os agentes de tráfico começaram a ficar mais cautelosos com relação à quantidade de drogas apreendidas, tanto que a gente verifica que o número de apreensões se manteve similar a 2020, mas houve uma redução no quantitativo de entorpecentes. Então esses agentes de tráfico passaram a transportar menores quantidades de entorpecentes, fazendo que ocorresse também a diminuição do número de apreensões", explicou o delegado ao Acorda Cidade.

Ainda segundo o delegado Deivis Lopes, durante as operações feitas, foi possível identificar que o número de usuários está crescendo cada vez mais.

"A gente verificou neste ano, que as drogas estão com uma quantidade maior de usuários ou traficantes e que precisam ter mais drogas guardadas, sejam em casa, armazenadas em outro local, sempre ocorrem as operações policiais e estamos encontrando também quantidades maiores. A Polícia Rodoviária Federal vem fazendo um trabalho excelente nas rodovias, vem fazendo um trabalho de fiscalização de maneira brilhante, assim como a Polícia Militar com seu efetivo realizando várias apreensões, sempre nesse combate ao tráfico de drogas aqui em Feira de Santana. As ações policiais sempre estarão atuando lado a lado, no intuito de trazer mais segurança para a população feirense", concluiu.Fonte:Ba

About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga