» » Apresentação: Vitória dá primeiro passo de volta à Série B

 Dado Cavalcanti chegou com a nova Comissão Técnica e um grupo inicial de 31 jogadores.

Foto: Pietro Carpi / EC Vitória / Divulgação

“Temos um ano de desafios. O Vitória é favorito na Série C e no Campeonato Baiano. Estou brigando por títulos. Vamos entrar na Copa do Brasil com a perspectiva de passar de fase, e quem sabe chegar nas oitavas de final”.

Foi desta forma, chegou chegando, extremamente otimista e motivado, falando o linguajar da torcida, prometendo títulos e conquistas, que o técnico Dado Cavalcanti foi apresentadoontem pela manhã na sala de imprensa do CT da Toca do Leão, assumindo o comando do time do Vitória que vai disputar o Campeonato Baiano, Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro desta temporada. O Rubro-negro iniciou oficialmente os trabalhos com prioridade total para a volta do clube à 2ª Divisão, a Série B da CBF, de preferência, na condição de campeão brasileiro, com uma folha mensal do futebol de R$ 600 mil.

Dado Cavalcanti chegou com a nova Comissão Técnica do Vitória, trabalhando ao lado de seis profissionais: os assistentes técnicos Pedro Gama e Ricardo Silva – técnico vice-campeão da Copa do Brasil de 2010 -, o preparador físico Léo Fagundes, ex América Mineiro, com o auxiliar Rodrigo Santana, o fisiologista Rafael Daltro e o treinador de goleiros Itamar Ferreira, e um grupo inicial de 31 jogadores, destes, 14 contratados no final do ano passado e já registrados e regularizados pelo BID da CBF.

“Posso afirmar que estou muito feliz de estar aqui, conhecendo um pouco da estrutura, no primeiro dia de trabalho numa casa nova, com pessoas diferentes, e uma receptividade muito bacana. Lógico que as nossas expectativas são muito maiores, temos um ano inteiro pela frente, de um grande desafio, e a confiança de que a gente vai ter um 2022 muito feliz para todos nós”, disse o treinador na sua apresentação pelo presidente em exercício Fábio Mota.

Dado Cavalcanti destacou que o Vitória é um clube de Série A e que, momentaneamente, está na Série C e que isso pesou em sua escolha para comandar a equipe.

“O importante demais para a minha vinda foi que o Vitória quis muito ter Dado Cavalcanti como treinador e estou me sentindo muito valorizado. E tenho convicção que não estou hoje em um clube da Série C, mas num clube grande, da Série A, que me valorizou e isso pesou demais na minha escolha”.Fonte:Tribuna da Bahia


About www.conexao cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga