» » ‘Me chamam de Beto Falcão e pedem para eu cantar Axé Pelô’, revela Saulo

Baiano serviu de inspiração para a composição do personagem principal da novela "Segundo Sol" e contou ao bahia.ba como se sente com a "homenagem".
Beto Falcão da vida real? Tudo bem que Saulo Fernandes passa longe de ter uma vida tão complicada quanto a do personagem vivido por Emílio Dantas na novela “Segundo Sol”, mas a semelhança na aparência dos dois vem deixando muita gente com dor de cabeça.
Desde a estreia da trama, em junho deste ano, o nome Beto Falcão passou a ser apelido para o cantor baiano, e em entrevista exclusiva ao bahia.ba, após o show ‘Reza Forte’, na noite de quarta-feira (8), Saulo comentou a sensação de “se ver na TV”. “Eu fico viajando porque eu sou de Barreiras, né? Então imagine pra mim um cara do interior da Bahia se tornar um personagem em uma novela? O pessoal me para e fala ‘Olha Beto Falcão, canta aí Axé Pelô’. Fico com uma vergonha (risos)”, revelou o cantor.

Reprodução: Divulgação/ Montagem bahia.ba
Reprodução: Divulgação/ Montagem bahia.ba


Mas para Saulo a história de ser uma inspiração para o personagem não passa de uma generosidade do amigo. “De fato houve uma espécie de laboratório. A gente se encontrou, ele gravou coisas, a gente se viu e foi massa, mas daí ser a única inspiração… Tem tanto artista bom aqui, tanta gente bacana. Eu acho que é um pouquinho de cada um”, declarou ao bahia.ba.
As comparações de Saulo com Emílio Dantas se intensificaram ainda mais após o compartilhamento do baiano lado a lado com o ator em suas redes sociais, que teve como legenda um trecho da canção “Axé Pelô”, e o bahia.ba, é claro, não poderia deixar de perguntar sobre a possibilidade de um dueto entre duas das grandes vozes do Axé na Bahia, uma na ficção e outra na realidade.
“Com o Emílio eu faço qualquer coisa. Ele é um artista maravilhoso, ele canta e atua muito bem, é um artista inteiro, então se ele aparecer a gente faz sim”.
“Com o Emílio eu faço qualquer coisa. Ele é um artista maravilhoso, ele canta e atua muito bem, é um artista inteiro, então se ele aparecer a gente faz sim”.
E se tem gente achando que falta representatividade na novela Segundo Sol, para Saulo a trama está conseguindo mostrar o que é a Bahia sem apelar para os estereótipos.
“Eu fico todo besta assistindo. Quando eu vejo aqueles drones sobrevoando a cidade e mostrando os lugares. Eu tô amando tudo, os sotaques também. É uma forma de mostrar a nossa cultura baiana, principalmente porque ela não é estereotipada. Não tem aquele ‘meu rei’, já tem um ‘men’, ‘véi’, ‘colé’, ‘disgraça…’. Eles fugiram do caricato que era uma coisa que a gente tava ligado já. Fora os atores baianos, né? O Danilo Mesquita, o Dan Ferreira, o Boliveira (Fabrício), o Vlady (Vladimir Britcha), até a Letícia Colin e o Chay, que não são baianos, eles pegaram mesmo a nossa essência”, afirmou.
Beto Falcão (ou Emílio Dantas?) estamos esperando essa parceria com Saulo, hein? O convite para participar do Carnaval de 2019 está feito.bahia.ba

About Conexão Cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply