» » » Secretários flagram extração ilegal de areia em dunas de Jauá

Atenta aos descartes irregulares de lixo e resíduos em áreas públicas, de Preservação Permanente (APP) e de Proteção Ambiental (APA), e a extração ilegal de areia, a Prefeitura de Camaçari, por meio da Secretaria de Serviços Públicos (Sesp), realizou, na manhã desta terça-feira (08/01), uma visita técnica nas dunas de Jauá.
Diariamente, várias caçambas são abastecidas com o mineral, que é carregado, com a utilização de pás, por trabalhadores informais. O movimento dos veículos é intenso e ocorre a qualquer hora do dia, inclusive à noite. De acordo com a população, parte da areia é levada para outros municípios e o restante é comercializado em Jauá e Abrantes.
Além de diretores da Sesp, o coordenador da Defesa Civil, Ivanaldo Soares, o secretário de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Sedur), Genival Seixas, e o subsecretário da Prefeitura Avançada da Costa, Osvaldinho Filho, participaram da iniciativa.
 O secretário Armando Mansur sinalizou que há uma semana todo o lixo havia sido recolhido, mas que em pouco tempo a mesma quantidade ou até maior é encontrada na região. “A população precisa se conscientizar e nós estamos aqui reunidos para traçar um plano de ação, buscando alternativas para resolver definitivamente esta situação”, afirmou.
De acordo com o secretário Genival Seixas, outras medidas e ações de combate estão agendadas, tanto na sede quanto na orla da cidade. “Já mapeamos diversos pontos e não vamos permitir práticas que resultem na degradação do meio ambiente e no uso indevido de áreas públicas”, declarou o gestor.
Uma comissão foi formada e uma nova reunião ocorrerá na quarta-feira (09/01), às 15h, na Limpec, para tratar o assunto. Além de todos os presentes na visita técnica, para a reunião serão convocados representantes da STT, Seinfra e Polícias Militar e Civil.
Foto: Kelvi Lima

About Conexão Cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply