» » “Massacre silencioso”: vereadora cobra dados sobre feminicídios na Bahia

Redação
A vereadora Ireuda Silva (PRB) alertou para a escassez de dados sobre casos de feminicídio na Bahia nos últimos anos. Um levantamento recente mostra que, no ano passado, foram 4.473 homicídios dolosos, sendo 946 feminicídios (6,5% a mais em relação a 2016), em todo o Brasil, mas não há dados oficiais e concretos sobre o assunto na Bahia referentes a 2015 e 2016.
“Nesse último ano de 2017, cerca de 39 casos de feminicídios ganharam os noticiários policiais na Bahia e nos chocaram ao mostrar a situação de vulnerabilidade em que vive a mulher: sem proteção, sem amparo e sem orientação. E, considerando a escassez de dados, o número de feminicídios na Bahia com certeza é infinitamente maior. É um massacre silencioso, invisível”, pontua Ireuda.
Um desses episódios, relembra a republicana, ocorreu em Serrinha. Adilson Prado Lima Júnior, 25 anos, confessou à polícia ter assassinado a esposa, Daiane Reis Mota, 25 anos, após suspeitar que o bebê de nove meses que ela esperava fosse de outro homem. “Sempre faço um apelo para que todas as mulheres que forem vítimas de qualquer espécie de agressão denunciem. Sabemos que não é fácil, sobretudo por conta do medo ou da falta do apoio necessário, mas a omissão pode conduzir a uma tragédia”, completa a vereadora.

About Conexão Cidade

Saiba de tudo que acontece em Camaçari, na Bahia no Brasil e no Mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply